A MISSÃO NA TERRA

luz
Ao reencarnarmos, ainda sob a influência da Bondade e da Magnificência do Mundo Espiritual, seja de onde viermos, estaremos tendo a oportunidade de continuar nossa jornada na evolução.

Quanto mais, quando encarnados, estivermos afinizados com a certeza que há algo mais que a matéria, veremos que o mais simples fato cotidiano estará de acordo com o caminho que temos de trilhar. Por isso, nunca devemos reclamar das dificuldades do caminho, pois embora esquecidos, fomos alertados que as vicissitudes virão.

Muitas vezes deixam de acontecer os fatos que desejamos, mas tenhamos a certeza que nada ocorre por mera coincidência, se ainda não alcançamos aquilo que almejamos, é porque ainda não é a hora, ou aquilo de fato não seria o ideal para nosso enriquecimento pessoal.

Em outras ocasiões, perdemos o momento certo de embarcar em novos caminhos, porque talvez não estivéssemos prontos, e temos de aguardar com paciência mais uma rodada na vida para que tenhamos a oportunidade de vivenciar a plenitude de mais um portal que se abre.

Perante tanta injustiça e arbitrariedades, vemos que frequentemente somos protegidos de um mal maior, e se estivermos atentos, saberemos prever e evitar caminhos que nos façam sofrer.

Há, porém, aqueles que preferem não arriscar e se paralisam, ou se acomodam achando que já obtiveram tudo que a vida tem para oferecer. Mas, até o último suspiro haverá oportunidades para o aprendizado, para ações, e para permitir aflorar mais sentimentos benignos que levaremos conosco para a eternidade, que são nossa única bagagem.

Nunca é tarde para viver, e nunca é tarde para exercer o bem que recebemos a cada dia, desde o primeiro dia da nossa existência, quando temos a oportunidade de inflar nossos pulmões com a atmosfera deste planeta, que é tão repleto de Luz e Vida abundante em toda parte. O que ocorre é que muitas vezes nos esquecemos de ter olhos de olhar e ouvidos de ouvir, deixando de apreciar as pequenas coisas que nos acenam com sua força e beleza, as flores incessantemente se abrindo, o mar incansavelmente nos mostrando as ondas únicas que vão e vem, o rio cercado de areias e pedras por onde passa uma única vez, tudo maravilhosamente se modificando a cada dia, mostrando que é possível a reconstrução diária.

Muitos vivem cada dia como se fosse o último, e realmente talvez seja, para alguns, mas não é motivo para gastar energias desesperadamente e imprudentemente, pois a grande Verdade, é que sim, a matéria um dia se decompõe e vai se tornar outra coisa, mas é importantíssimo lembrar, que se as coisas da Terra tem inicio, meio e fim, tal não ocorre com as coisas do “céu”, onde a palavra “céu” aqui quer dizer a vida do outro lado, que está presente em todos os momentos. Então, não podemos concordar que tudo acaba, mas sim, que devemos semear sem fronteiras , e estas sementes etéreas se transformarão em frutos e árvores frondosas, através dos amigos espirituais, através das obras divinas e estaremos fazendo parte ilimitadamente de algo imorredouro e indestrutível.

Incansavelmente, os avatares do passado e aqueles que estão camuflados sob vestes comuns e que nos cercam no dia a dia, nos mostram que a melhor ferramenta, a melhor arma e o ato mais sublime, é AMAR, aprender esta arte, burilar nossas almas, ultrapassar as intempéries e prosseguir, sem nunca mercadejar com este sentimento máximo, sem nunca arrefecer na busca de seu aperfeiçoamento, valorizando cada momento de paz interior, de silencio íntimo , onde se consegue senti-lo em toda a sua pujança, e representá-lo muitas vezes sem palavras, mas apenas por um olhar, ou um ato pueril, ou às vezes em ato de grande coragem, quando é preciso.

Quando estivermos diante de situações desagradáveis, quando nos depararmos com perseguidores de outras épocas, quando a injúria, a inveja, altercações inúteis nos assediarem, lembremo-nos que tudo faz parte do caminho, e depende de nós nos afastarmos se não for possível harmonizar naquele momento, o que nos poupará de darmos mais voltas e subirmos mais montanhas espinhosas até retornarmos ao nosso rumo verdadeiro.

Somos todos andarilhos nestas paragens terrenas, sempre devemos ter tempo para o outro, pois na imensidão cósmica, há muitos seres invisíveis que se propõem a andar palmo a palmo conosco, nos auxiliando em nossos tropeços, nos protegendo em todas as horas, mesmo sem nos darmos conta, na maioria das vezes. E eles nos ensinam o valor da Verdade transcendental, o verdadeiro AMOR que temos de aprender e exercer sempre.

 

Alex de Oxóssi
Rio Bonito – RJ

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em ESPIRITUALIDADE e marcado , , , , . Guardar link permanente.