EM BUSCA DO BEM ESTAR

SAM_2130

Foto: Alex
Local: Juturnaíba – SJ

O ser humano de hoje, vive uma realidade inédita. A tecnologia vem avançando a olhos vistos, em todos os setores, telecomunicações, invenções mecânicas, eletrônicas, avanços na área de saúde e genética, inovações nas áreas dos alimentos, vestuário, transporte….O mundo todo interligado numa rede envolvendo negócios, notícias, tendências….

Tudo concorre para um conforto que nunca existiu antes, o progresso objetivando simplificar a vida de todos. No entanto, algo muito estranho vem ocorrendo. Nunca houve índices tão altos de suicídio, de dependência química, alcoolismo, síndrome do pânico, insônia, hiperatividade, hipertensão, doenças cardíacas, obesidade ou anorexia, alterações hormonais….

Embora a melhoria socioeconômica dos últimos anos, mantém-se em alguns a tendência à marginalidade, que descortina distúrbios ligados à baixa autoestima, desesperança, falta de sonhos próprios, projetos pessoais….

O que está acontecendo?

Na verdade, denota-se uma ausência de Bem Estar. Sem ele não há saúde, física ou mental, não há brilho no olhar, não há taquicardias de emoção, não há vontade de modificar a própria realidade, não se está, não se é.

E por que não se tem Bem Estar?

Porque na maioria das vezes, perdeu-se a capacidade de fazer escolhas, de perceber o que é Bom e o que é Mal para si, porque houve o esquecimento de como comunicar-se e mesmo como olhar o outro. Porque não se sabe a diferença entre desejos e necessidades, ou de limites entre si e ao redor. Porque se chama paixão de amor, e há um ufanismo por poder descartar-se tudo (e todos). Porque perdeu-se a humildade, e ao mesmo tempo impera a menosvalia. Porque tudo parece risível, supérfluo e enganosamente melífluo. Porque se tem a sensação que sempre algo vai acontecer, e em geral cada um se perde ou nas folhas amareladas de ontem, ou no desfiladeiro desconhecido do amanhã, esquecendo-se de apertar firme a quente e consoladora mão do hoje. Na falsa ilusão temporal, o agora se esvai, o olhar se afasta, o momento se esfumaça na palavra não dita, no sentimento não manifesto, e a roda do tempo segue…….

Bem estar, é antes de tudo, conhecer-se. Já nas antiguidade dizia Sócrates: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses.” E conhecer-se é ser absolutamente sincero consigo, e através da meditação e introspecção, observar os próprios erros, os excessos, as pusilanimidades, as falhas de caráter, os sentimentos apagados. É mover-se para dentro, objetivando sua reforma diante o mundo. É encontrar dentro de si os remédios para estar bem novamente consigo mesmo e todos, e entre estes remédios estão a solidariedade, a tolerância, a ausência de preconceitos, o exercício diário do raciocínio moral na observação do certo e errado. Isto o levará a querer aumentar o conhecimento, que seja social, político, científico, irá aumentar a vontade de compartilhar . Também verá aumentada a sua Fé, pois não há como não acreditar num Poder Superior, e a esta Fé estará vinculada ainda maior Bem Estar.

E assim, reencontrado o caminho, tem-se a certeza que é preciso, ao ouvir o clamor dos ecos vazios, construir pontes, mas sobretudo manter a consciência viva de que, continuamente, é necessário reconstruir-se.

Alex de Oxóssi
Rio Bonito – RJ

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em MENSAGENS. Bookmark o link permanente.