OKÊ ARÔ! SALVE OXÓSSI!

Amanhece…. E ao dar os primeiros passos através da imensa campina verde, avisto a codorna silvestre e o macuco ciscando aqui e ali, olho para o céu que vai descortinando com suas nuvens o Sol nascente, e me deparo com a revoada de pássaros no horizonte furta-cor. Lá estão os bandos de maçaricos, garças brancas como a neve, os gaviões do banhado, o falcão peregrino, as saracuras, os frangos d’agua , araras e maracanãs em profusão, jandaias e periquitos na algazarra, coruja, bacurau, andorinha e beija-flor ….

Não muito longe, a mata fechada, a macaia, e eu tenho certeza que essa é a Terra do Pai Oxóssi. Vou caminhando , sinto o cheiro da jureminha, sinto roçar o capim alto, capim limão, sob as árvores plantações de milho com seu cabelo dourado, percebo o guaco cheiroso e me deleito com uma goiaba perfeita. Do caule do jaborandi sai a seiva rica, guardo umas folhas de malvarisco para meu banho ao final do dia, chego a um jardim enorme de piperegum de todos os tipos. Encontro um raro e imenso pé de guiné, e há uma variedade de cipós para depois tecer bolsas e cintos.

Sob as árvores frondosas das matas, de profundo verde e em meio à neblina, as horas passam e eu passeio pelas terras de meu pai, compartilhando com todos os animais a paz, a serenidade, a perfeição da natureza…

Chego á aldeia dos caboclos, que me presenteiam com o ofá, aos quais reverencio e agradeço.

Caminho muito, até que é hora de voltar, e eu me ajoelho e toco a cabeça no solo úmido e pujante ficando assim muito tempo, até escutar a nova revoada, agora voltando, a chamado de meu Pai.

Despeço-me do orixá Oxóssi e de todos os seres viventes a ele ligados. Tambem faço parte de sua hoste, me sinto aliviado de todas as dores, meu coração imantado de serenidade, bem estar, ampla compreensão e nova disposição para os enfrentamentos da matéria.

Que eu não perca o caminho, e assim será somente se eu manter a vibração e a conexão, deixando a Umbanda ir traçando a rota, e eu ir acrescentando pelos pensamentos e ações dignos, mais paisagens a percorrer, mas a conhecer, mais a conquistar.

Salve meu Pai Oxóssi,Salve a Sua Força e a Sua Luz em Zambi, nos proteja em todas as horas, nos dê discernimento e decisão. Que o arco e flecha que me destes seja certeiro e justo. Que eu possa cuidar dos ferimentos de alma dos viventes e que eu mereça estar contigo a cada amanhecer, a cada por-do sol.

Sigo meu caminho, ainda cantando:

”Eu vi chover, eu vi relampear
Mas mesmo assim o céu estava azul
Tambor e pemba, folhas de jurema
Oxossi reina de norte a sul”
Okê Arô!!!!!


Alex de Oxóssi

Rio Bonito – RJ

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em ORIXÁS, UMBANDA. Bookmark o link permanente.