O Livro dos Médiuns, Allan Kardec, cap. XXIII, item 243

243. Reconhece-se a obsessão pelas seguintes características:

* 1ª Persistência de um Espírito em se comunicar, bom ou mau grado, pela escrita, pela audição, pela tiptologia, etc., opondo-se a que outros Espíritos o façam;

* 2ª Ilusão que, não obstante a inteligência do médium, o impede de reconhecer a falsidade e o ridículo das comunicações que recebe;

* 3ª Crença na infalibilidade e na identidade absoluta dos Espíritos que se comunicam e que, sob nomes respeitáveis e venerados, dizem coisas falsas ou absurdas;

* 4ª Confiança do médium nos elogios que lhe dispensam os Espíritos que por ele se comunicam;

* 5ª Disposição para se afastar das pessoas que podem emitir opiniões aproveitáveis;

* 6ª Tomar a mal a crítica das comunicações que recebe;

* 7ª Necessidade incessante e inoportuna de escrever;

* 8ª Constrangimento físico qualquer, dominando-lhe a vontade e forçando-o a agir ou falar a seu mau grado;

* 9ª Rumores e desordens persistentes ao redor do médium, sendo ele de tudo a causa, ou o objeto.

O Livro dos Médiuns, Allan Kardec, cap. XXIII, item 243

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em ESPIRITISMO. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s