A Visita

povo-de-aruanda-132.jpg

Cassio Riberio

Lá vai o velho caminhado pela estrada. É noite quando chega à cidade. Poucos
notam sua presença. A cidade tem pressa, o trânsito está insuportável. Pessoas
preparam-se para chegar em casa, outras para ir à escola. Muitos cansados e
desiludidos enfrentam horas de fila na vã esperança de obter uma colocação no
mercado de trabalho.

Ele observa as pessoas, tem pena daquele que já não carregam a esperança
dentro de si.

Vagarosamente caminha em direção ao bairro nobre da cidade. Lá chegando aborda
um abastado senhor. Pede-lhe um prato de comida. Como resposta recebe um monte
de impropérios. É escorraçado dali, pois a segurança é acionada. Entristecido,
dirige-se à periferia. Avista uma casinha de alvenaria, é atendido por uma
senhora jovem, em cujo rosto percebe as marcas da tristeza. Pede-lhe comida.

A moça argumenta que todos ali estão passando por dificuldades. O marido está
na cama sofrendo grave enfermidade. Ela está desempregada, assim como os dois
filhos mais velhos, o pequenino já não vai à escola, pois o dinheiro para a
compra de material foi usado com remédios para o esposo.

O velho ouve o relato emocionado. Prepara-se para ir embora, mas ela o
surpreende convidando-o a entrar. Diz: “onde comem cinco, comem seis”.

Sobre a mesa arroz, feijão e ovos fritos. Tudo o que podem fazer. Todos se
sentam à mesa, menos o esposo que permanece no quarto gemendo de dor.

Antes de iniciarem o jantar, ela convida a todos para rezarem, pedindo a Oxalá
que abençoe aquele alimento e as pessoas que moram na casa, e também pede saúde
ao amado esposo. Faz mais do que isso, durante a prece, ela pede a Zambi que
guie os passos do visitante, sinceramente comovida com a sorte de um velho
solitário e errante.

O velho sorri para ela emocionado e agradecido. Ela explica que é Umbandista,
freqüenta um terreiro ali mesmo no bairro. Está na gira há pouco tempo, mas ama
profundamente os Orixás e Guias, pois foi com eles aprendeu a ter paciência e
fé, nunca se desesperar, e a estar sempre pronta para prestar à caridade. E
assim ela foi com prazer e alegria.

É verdade que a família passa por dificuldade, mas, isso não os torna
rancorosos ou revoltados. Assim que eles terminaram o jantar, o velho agradece a
hospitalidade e deseja boa sorte a todos da casa. Lá fora a noite já chegou.

Se dependesse da família, ele dormiria ali, porém a casa é tão pequena que
isso seria quase impossível. Ainda assim, ofereceram para ele o sofá da sala.

Ele agradece e acalma a todos dizendo que realmente deve partir. Antes pede para
ver o marido que está no quarto gemendo de dor.

Ato contínuo adentra no quarto. Nesse momento algo de muito estranho acontece:
uma enorme luminosidade toma conta do dormitório. O doente que até então gemia
grita emocionado. A esposa e os filhos estavam na cozinha correm assustados.

Encontram o homem sentado na cama chorando emocionado. Nem sinal do velho.
Após o choro a revelação.

Quando o velho entrou no quarto suas roupas se transformaram numa roupa de
palha e forte luz saiu dele, envolvendo o doente que imediatamente se curou.

Agora aquela família toda chorava. Lá fora na estrada, Obaluaiê sorria feliz e
seguia sua caminhada.

ATOTÔ!!!!

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em UMBANDA e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A Visita

  1. BRUNA disse:

    SOU FILHA E AMO ESSE ORIXÁ DE VERDADE, DE CORAÇÃO, ME EMOCIONEI ESPIRITUALEMENTE COM ESSA LINDA MENSAGEM. E A IMAGEM? SEM COMENTÁRIOS, A MAIS LINDA DE TODAS. PARABÉNS, PELO SITE, AMEI, LINDO. ATOTÔ MEU PAI. Q

  2. eu o respeito e acredito em seu poder

  3. Welington S. Andrade disse:

    Muito linda essa historia..!

    também sou filho do velho, e tenhu muito orgulho disso… somos filhos de sorte Bruna =D…

    atotô meu Pai!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s