A UMBANDA E SUA PROPOSTA UNIVERSALISTA

RESPEITO À DIVERSIDADE

Diego Jörgensen

É comum presenciarmos irmãos Umbandistas falando: – “o meu terreiro pratica a Umbanda Pura”; ou –“o meu centro pratica a Umbanda esotérica”, ou tantas outros nomes utilizados para diferenciar os diversos rituais existentes dentro do movimento umbandista.
A diversidade presente na Umbanda é fruto de sua proposta universalista. Ela estrutura-se a partir de três pilares principais, os quais sejam a matriz africana, a matriz indígena e a matriz européia, abarcando conceitos e práticas advindos destes e fundindo-os em suas células para formar um ritual próprio. A maneira com que cada Terreiro/Tenda/Centro organiza esses três pilares básicos é muito particular: existem terreiros que pendem para os rituais africanos, praticando o que chamamos Umbanda Traçada, Omolokô, “Umbandomblé?; outros pendem para as práticas indígenas, se aproximando muito do Toré, das religiões com forte influência nativa do Norte do Brasil, inclusive em certas ocasiões fazendo-se uso da famosa ayahuasca; já outros aproximam-se do kardecismo europeu, daí decorrendo boa parte de seus rituais. Há ainda os terreiros que combinam igualmente, duas ou até mesmo as três matrizes. Ou seja, há “n” formas de se cultuar a Umbanda, partindo apenas desse pressuposto inicial.

Não bastasse toda essa diversidade, ao longo dos anos, devido a própria capacidade receptiva que a Umbanda possui, outros aspectos foram incorporados à ela. A Umbanda pode ser influenciada pelo Taoísmo, pelo Budismo, pelo Hinduísmo, pela Corrente da Fraternidade Branca, pela Projeciologia, enfim, por uma variada gama de religiões.

Surgem as mais diversas correntes, escolas, doutrinas que explicam a Umbanda de maneira diversa. A Umbanda não tem um chefe, um líder, que diga como deve ser cultuada; seus líderes são os guias, os espíritos, que cuidam e dirigem nossos terreiros.

Contudo, apesar de ser tão diversa, apesar de ser influenciada por tantos aspectos, a Umbanda, em todas estas vertentes, apresenta características comuns: é a famosa unidade na diversidade. A essência da Umbanda é a mesma! Com se diz, “Umbanda é Umbanda”, não importando se é Umbanda Omolokô, Umbanda Branca, Esotérica ou qualquer outra denominação que se der. Se guiada por espíritos de luz, comprometidos com o Cosmos, se voltada à caridade, se faz bem àqueles que a procuram, se há incorporação de caboclos, pretos-velhos, etc., é Umbanda. Quem pode dizer que a Umbanda mais ligadas aos cultos de nação não é Umbanda? Quem pode dizer que a Umbanda mais afim aos preceitos orientais não é Umbanda? É justamente essa “unidade na diversidade” que vai caracterizar a Umbanda e também nos mostrar que ela é uma religião com características próprias e rituais comuns, a diferenciando de outras religiões.

E qual será o motivo disso tudo? Porque a Umbanda é tão variada?

Bom, isso é uma reposta que somente o Alto e os guias podem nos oferecer. O máximo que podemos fazer são suposições. Seria talvez para abarcar o maior número de pessoas? Ou para uma possível unificação de todas as religiões num momento ulterior?

Ainda não sabemos. O que se sabe é que, sendo uma proposta que vem do Alto até nós, deve ser reconhecida e respeitada. E é justamente essa consciência de “respeito” que deve aflorar primeiramente entre nós.

Como queremos codificar a Umbanda se não há ainda o respeito devido entre seus integrantes? Como queremos codificar a Umbanda se há preconceitos, se há disputas, se há vaidade em seu seio? Assim procedendo, formular-se-á o Código de UMA Umbanda e não o Código da Umbanda.

Penso que o mais importante a fazer é deixar A Umbanda seguir seus rumos pelos próprios pés; nós fazemos a nossa parte, ajudando os guias, praticando a caridade, aplicando a cada dia uma reforma íntima em nosso corpo e alma, respeitar cada forma de se cultuar nossa religião. Eles fazem a deles. E se um dia for necessário uma Codificação, que ela parta do Alto e não de Baixo, porque, cá entre nós, “lá em cima” há um pouco mais de Amor e Sabedoria em cada coração umbandista.

Abraços fraternais

Diego Jörgensen
Centro de Umbanda Emissários da Luz – Caboclo Pena Verde
Curitiba/PR

(CLIQUE NA LOGO DO YAHOO E RECEBEBA NOSSAS MATÉRIAS)

Clique aqui para entrar no grupo povodearuanda

CLIQUE ABAIXO:

mp3.gif

artigo.gif

atabaques.gif

cds.gif

flores.gif

livros-1.gif

velas.gif

(CLIQUE NA LOGO DO YAHOO E RECEBEBA NOSSAS MATÉRIAS)

Clique aqui para entrar no grupo povodearuanda

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em UMBANDA e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para A UMBANDA E SUA PROPOSTA UNIVERSALISTA

  1. Roberto Pellin disse:

    axe.,

    sou médium responsavel da AENSCA.,atendemos na Casa de Amor Humildade e Caridade de Pai Joaquim de Angola, na Av. Erasto Gaetner, 2637 Fds – Bacacheri em Curitiba, aos sabados com inicio as 19:00 horas.

    Nosso ritual também é muito diferente de outras casas., mas sinto que a maioria dos responsaveis hoje, se preocupa mais com nossa religião do que anos atras. tanto como a forma de se apresentar e o tipo de conselhos e trabalhos que se executam na atualidade.

    roberto pellin f. 41 9921 2682
    Umbandista a 27 anos,

  2. Vanderlei (Trovão da Jurema) disse:

    Atualmente, a Umbanda passa por um processo de retração, de recolhimento. Agredida por todos os lados, dividida por maquinações egóicas e políticas produzidas por “lideranças” nascidas em seu próprio seio, a Divina Umbanda pensa suas feridas, renovando-se para uma nova onda de horizontalização; desta vez, abrindo mão de certas características regionalistas, partindo para uma proposta francamente universalista, sem , contudo, perder a pureza e vigor essenciais presentes em toda manifestação mediúnica autêntica, calcada na Simplicidade, Humildade e Caridade.

  3. Rose disse:

    Boa Noite! Gostaria q vcs me indicasem uma casa de umbanda para poder frenquentar.Mudei para Curitiba em janeiro e ate agora não encontrei nenhuma do meu agrado.Moro no bairro do Portão.Gostaria de saber se tem alguma aqui ou pelas redondezas. Desde já agradeço a atenção.
    Obrigada

    REPOSTA:

    Associação Espiritualista Mensageiros de Aruanda
    Fundado em 5 de dezembro de 2003
    Rua Marcílio Dias , 433 – Bairro Alto – Curitiba – PR
    Dirigentes : M arco Boei ng e Fátima Boei ng
    marco@ics.curitiba.org.br

    Mapa de como chegar e o site do ASSEMA:
    http://www.assemacuritiba.com/index_padrao.html

    Informações: 9931 72 31 Marco (Eu não tenho certeza se o número ainda é esse, mas o endereço continua o mesmo)

    Pode informar ao Irmão Marco que foi Alex de Oxóssi que lhe indicou o endereço, aqui do Povo de Aruanda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s