NÓS E A NATUREZA

para-editar-14.jpg

Nossa vida neste Mundo… Tão breve. E agimos como visitas inconvenientes.

Exaurimos o lugar em que vivemos, revolvemos as entranhas da Terra, amontoamos toneladas de lixo, poluímos as águas, matamos as árvores, extinguimos os animais.

E agora, que as conseqüências da aventura humana se fazem notar, nós, que desrespeitamos a vida, tememos pelo amanhã. Encolhemo-nos assustados: “Que virá?”, perguntamos.

Silêncio por resposta.

No fundo das consciências, sabemos que a razão para esse estado de coisas é que nos afastamos da natureza, passamos a nos ver separados dos demais seres.

Dividimos o Mundo e abrimos um abismo entre nós e o restante da Criação.

E, no entanto, por toda parte, a vida nos revela que somos irmãos de todas as criaturas.

Em nossas veias corre sangue alimentado por minerais como ferro, potássio, manganês e zinco. Somos irmãos da terra.

Nosso corpo é constituído por mais de 75% de líquido. Somos irmãos da água.

A seqüência genética revela que nossos gens são semelhantes aos de ratos e outros animais. Somos irmãos – ou pelo menos primos – de todos os bichos.

As vitaminas das frutas e vegetais se integram ao nosso organismo e mantêm a vida física.

O gás carbônico que expiramos será absorvido pelos vegetais: somos irmãos das plantas e das árvores.

No interior de nossos pulmões, o oxigênio transita livre, nutrindo a vida. Somos irmãos do ar.

Nosso corpo é formado do mesmo material que estrelas, pássaros, flores e pedras. Então, ser parte da irmandade universal é muito mais que uma bela figura simbólica.

Somos verdadeiramente parentes de tudo o que existe. Estamos integrados na Criação de Deus. Astros, plantas e nós somos uma família que está unida na grande caminhada que chamamos vida.

Essa imensa integração deveria nos servir de profunda reflexão: será que estamos de fato agindo como irmãos dos outros seres?

Agir como irmão é zelar, cuidar, preservar. É assim também que demonstramos nosso amor a Deus: tratando com bondade, compaixão e amor a todas as coisas e seres que Ele criou.

No entanto, passamos pela vida desatentos a esses pequenos gestos. É um sinal inequívoco de que precisamos repensar atitudes egoístas.

Já não é mais tempo de desperdiçar comida, amontoar lixo desnecessariamente.

Já não mais podemos sujar fontes de água. Ou mudamos de atitude agora ou nos tornaremos uma ameaça ao futuro de nossa espécie na Terra.

O planeta está exausto e as conseqüências dos excessos humanos já podem ser vistas: tsunamis, furacões, efeito estufa, aquecimento global.

São sinais de alerta de que nosso mundo azul está cambaleante, abatido.

É a nossa hora de agir, de demonstrar gratidão a Deus mediante atos generosos, conscientes e responsáveis.

Assim, quando nos decidirmos afinal a cuidar do planeta que nos acolhe; quando adotarmos uma postura de responsabilidade perante o mundo em que vivemos; quando nos sentirmos tocados pela compaixão por todas as criaturas, vale a pena lembrar que não estamos fazendo favor algum: é nosso dever. Simples e básico dever.

Faça da Terra um lugar muito mais feliz. Não esqueça que nele viverão seus filhos e netos, as gerações futuras. Ou você mesmo, em uma próxima existência.

Pense nisso!

Redação do Momento Espírita
Em 21.11.2007.

(CLIQUE NA LOGO DO YAHOO E RECEBEBA NOSSAS MATÉRIAS)

Clique aqui para entrar no grupo povodearuanda

CLIQUE ABAIXO:

mp3.gif

artigo.gif

atabaques.gif

cds.gif

flores.gif

livros-1.gif

velas.gif

(CLIQUE NA LOGO DO YAHOO E RECEBEBA NOSSAS MATÉRIAS)

Clique aqui para entrar no grupo povodearuanda

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em UMBANDA e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para NÓS E A NATUREZA

  1. roberto tadeu disse:

    Dentro deste tópico PRECISO deixar aqui minha humilde opinão à respeito da postura do Umbandiste frente à natureza…O que hoje vemos, na maioria esmagadora das vezes, é um festival de lixo por todos os sítios da natureza frequentados por nossos irmãos de religião…São alguidares, restos de comidas, roupas e outros apetrechos deixados nos locais de irradiação da energia Orixá, para por lá apodrecerem e contaminarem rios, cachoeiras,praias, matas, etc..
    Ora, se temos dentro dos terreiros os devidos locais de assentamento e imantação das forças ORIXÁS com os elementos da natureza necessários para fazer ligação com seus respectivos sítios de energia, porque então temos que sujar e contaminar nossa sagrada mãe natureza à título de despacho de oferendas??? Ora por que tais oferendas não são arriadas nos devidos assentamentos em nossos terreiros e depois trasformadas em pó através do elemento ígneo para aí sim serem entregues à natureza mãe,dentro daqueel princípio ” vieste do pó e ao pó retornarás”??
    Acredito qe assim, estaremos fazendo a NOSSA parte em respeito à grande e sagrada Mãe Natureza…

    RESPOSTA

    CLAP..CLAP..CLAP…

    Onde eu assino?

  2. Muito importante esta mensagem, gostaria de saber a resposta dada. disse:

    vocês são maravilhosos, vida longa sempre para o bem, em nossos corações, na vida e na natureza.
    agradecida a todos os ORIXAS, pela ajuda que sempre recebo.
    não conhecia este saite. Adorei.
    este e meu Emaill, sempre que tiver alguma mensagem nova gostaria de receber.
    Grata. LUIZA

    RESPOSTA

    Não enviamos nada via e-mail para os visitantes, deve fazer sua inscrição no grupo, pois tudo que aqui é postado você irá receber em sua caixa de e-mail.
    ENVIE E-MAIL PARA:
    povodearuanda@yahoogrupos.com.br

    Depois virá a resposta e você confirma sua inscrição.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s