Espírito de Natal

Márcia Bodas

Chega dezembro e tudo a nossa volta é invadido pelo espírito natalino. Há uma febre de se enfeitar tudo, luzes, papai Noel, árvores de natal, bolas coloridas e nossas cidades ficam mais bonitas e mais alegres.

É época de perdoar, fazer as pazes, todos são invadidos por uma solidariedade irresistível. Colaboramos com o natal dos velhinhos, das crianças desfavorecidas, doamos cestas básicas, participamos das caixinhas de porteiros, guarda noturno, lixeiro e todos os prestadores de serviço que tornam nosso dia-a-dia melhor.

Os noticiários mostram shoppings cheios, como se fôssemos a única pessoa que não comprou seus presentes ainda.

Mas, o que é o Natal? Bem, o Natal surgiu quando a Igreja Católica substituiu uma festa mais antiga do Império Romano, a festa do deus Mitra. A data conhecida pelos primeiros cristãos foi fixada pelo Papa Júlio 1º, para o nascimento de Jesus Cristo e daí vem toda a estória que a Bíblia conta.

Então o motivo de tanta transformação do cotidiano é a alegria de se comemorar o nascimento de Jesus Cristo. Esses sentimentos todos que a época do Natal nos remete deveriam estar presentes o ano todo. Os velhinhos não existem apenas no Natal, as crianças desfavorecidas têm necessidades o ano todo. Os impulsos de perdão, tolerância, caridade e amor ao próximo deveriam ser as lições aprendidas e executadas por todos nós sempre.

Quando éramos crianças, o nosso momento reflexivo no final do ano era: nós fomos bonzinhos, obedecemos ao papai e à mamãe, não brigamos com o irmãozinho, não mentimos, e isso nos capacitava a merecermos um presente de natal. Hoje, já maiorzinhos, quais são nossas reflexões? Não para merecermos um presente de natal, mas para podermos dizer que evoluímos, aprendemos novas lições.

Quando os ensinamentos de Jesus fizerem parte de nossa vida, não como arquivos de cultura para serem consultados, sim como conduta de vida, nossas comemorações de Natal serão sinceras. As luzes e cores que enfeitam nossas casas e ruas serão apenas um reflexo que pobremente descreverá a intensidade da luz que existirá em nossos corações.

Assim, seremos Natal o ano inteiro!

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em UMBANDA e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Espírito de Natal

  1. Fernanda disse:

    Muito bom esse texto! De facto, mais facilmente nesta época vivemos sentimentos de solidariedade, de perdão, de amor, dirigindo o nosso olhar para o outro. Que esses sentimentos se possam prolongar por todo o ano!
    Já postei o “Conto de Natal” dando os devidos créditos. Obrigada por me permitirem partilhá-lo!
    Um bom Natal para vocês.
    Fernanda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s