CIGANOS – TENTANDO DESMISTIFICAR

POVO ORIENTE: é uma Falange em grande ascensão dentro da Umbanda, chegando aos Terreiros na vibração de Xangô, normalmente conhecidos como mentores são Mestres de povos do oriente com grande desenvolvimento espiritual e conhecimento profundo de vários assuntos. São muito cultos e responsáveis, de poucas palavras e muito trabalho. Apresentam-se de forma humilde e simples, não necessitando de nenhum tipo de oferenda além da fé e da dedicação de seus aparelhos, além de exigirem o cumprimento de regras básicas para uma melhor interpenetração de energias com seus médiuns. Têm uma vibração extremamente sutil. E esperam que seus médiuns cumpram sua parte no que se refere ao preparo correto para trabalhar com suas energias. Trabalham mais pela irradiação do que pela incorporação propriamente dita.

CIGANOS DO ORIENTE: composta por aqueles que em encarnações anteriores tiveram grande conhecimento da espititualidade e de magia, a maioria encarnou entre o Povo Cigano e de tal povo preferiram guardar a imagem com a qual aparecem para nós. Em geral denominam-se Ciganos do Oriente, para situarem de onde vêm, pois viveram no antigo oriente médio ou no extremo oriente. São mais antigos, lembram-se de tempos mais remotos em que foram conhecedores do poder e da magia dos antigos templos.Não são tão sutis quanto o Povo do Oriente, mas também não são tão mundanos quanto os Ciganos (europeus, apenas para explicar). Levam tudo muito à sério, mas também são alegres, gostam de cantorias , bebem licores,vinho branco,chás de frutas, alguns fumam outros não, “Comem” (oferendas) comidas ciganas e muitas frutas e frutos da terra.Gostam muito de flores em suas oferendas e trabalham com cristais, cromoterapia, numerologia, astrologia,limpezas de aura, uso dos chacras, fluidoterapia, fluidificação de água com fins curativos, aromoterapia, tarot, e outros jogos e magias de seu conhecimento.Gostam muito de trabalhar com a cura física e com a doutrinação que cura espiritualmente.

CIGANOS: Povo nômade com grande conhecimento de magia , muito alegre, dançante, raça que tem conhecimento de muitos povos justamente por sua origem nômade e sua capacidade de num só tempo cultivar suas tradições e adaptar-se a novos lugares e costumes. Ao contrário dos Ciganos do Oriente, não passaram suas vidas no oriente, e sim em andanças pela Europa e alguns países do Oriente próximo , alguns poucos passaram pela Ásia, na altura da Índia, mas em geral vêm da Europa, e dos países da antiga cortina de ferro. Trabalham muito com magia do amor e de prosperidade. Bebem, fumam, e seu cardápio inclui as comidas ciganas tradicionais, frutos e frutas. Jogam cartas , lêem mãos São devotos de Santa Sara Kali, e de Nossa Senhora Aparecida. São católicos em sua maioria.

ESPÍRITOS CIGANOS: Estes são mais cultuados pelos Espiritualistas e pelo Povo Cigano (encarnado), onde segundo os Ciganos(encarnados) os espíritos não podem falar por não Ciganos, mas os nossos irmãos Espiritualistas discordam dessa afirmativa.

POMBAGIRAS CIGANAS/ EXÚ CIGANO: Não são , em geral ciganos de origem , tornam-se “ciganos” em função do seu modo de vida que levaram e/ou porque buscam o conhecimento da magia cigana para trabalharem, ou porque em algum tempo em suas vidas passadas conviveram com esse povo e dele adquiriram alguns hábitos, mas podemos encontrar entre estes ciganos, pois como em qualquer povo existe a necessidade de resgate de suas faltas. Podemos encontrar também entre a malandragem alguns espíritos de ex-ciganos que reencarnaram e se tornaram Malandros ( nem todos os Malandros se enquadram nesta afirmativa).

IMPORTANTE: Eu fiz uma adaptação de um texto da irmã Cristina Zecchinelli, que escreveu Sob irradiação e Orientação da Cigana da Estrada do Oriente, fiz a adaptação por não concordar com alguns fatos descritos no texto da nossa irmã.

O que temos que ter em mente é o respeito ao Povo Cigano(encarnado), pois estes foram perseguidos, em toda sua história desde os primórdios deste planeta, não temos direito de viver da cultura desse Povo, apenas vivemos o que nos é permitido, em nada contribui ao Médium de Umbanda e sua Mediunidade querer saber a vida de tal espírito, pois isso leva ao Médium a mistificação e isso não é bom a nenhum adepto de Umbanda, de nada adianta saber cor de roupa, perfume, isso ou aquilo, pois a história e apetrechos de trabalho quem irá dar é o Guia e não as histórias que lemos por aí e admito que a maioria das histórias contidas neste site é de cunho espiritualista e não Umbandistas, então as mesmas de nada adianta para a Umbanda. Respeitemos a cultura de um Povo e seu sofrimento, pois eles sim são o Povo Cigano e os Espíritos Ciganos seus ancestrais, nós somos apenas instrumentos de trabalho desses espíritos e não devemos dizer porque trabalhamos com espírito que se diz ter sido um cigano em vida, é que temos vínculos sanguíneos com esse Povo maravilhoso.

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em UMBANDA e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para CIGANOS – TENTANDO DESMISTIFICAR

  1. Ola Alex me perdoe por favor, mas me sinto muito a vontade para falar do assunto, nao sei o que foi escrito por nossa Irmã e nao cheguei a ler infelizmente, tenho bastante admiração por ela e quanto ao tema abordado , seguindo os ditames da liberdade de expressão e de culto religioso acredito primar-se mais pela quantidade de informação e vivencia das teses que se defende. O seu texto é muito bom e abre uma discussão bonita e que valoriza a democracia e forma de pensar em nossa querida religião. Contudo, algumas coisas me intrigam e falo de cadeira, por exemplo: Quando se cultua ancestralidade seja na Umbanda ou em qualquer outra forma de culto ancestral creio de suma importancia levar-se em conta exatamente sua historia ancestral e suas tradições independentemente da forma que isso se da, como ficaria nas religiões japonesas por exemplo se oferecessemos feijoada aos ancestrais japoneses como forma de reverencia-los da forma que acontece na Umbanda , na maioria das Casas onde se oferenda nossos mentores, sem entrar é claro no mérito de ser correto oferendar ou não. Voce ja pensou se meu avo ou o seu fossem baianos e fosse cultuado e em meio a cerimonia oferecessem a eles haleu, ficaria muito estranho nao é meu Irmao?
    Outrossim, me traz alegria ver que voce prima pelo respeito ao povo cigano encarnado o que a meu ver não se diferencia de nenhum outro povo como o indio, os baianos, boiadeiros. ou seja nao possuem nada de tao especial que mereçam maior atenção que as outras falenges, dentro do critério comum de respeito na Umbanda que não me parece estar desreipeitando ninguem. Por outro lado realmente tenho visto muitas coisas que chocam de tamanha falta de informação a respeito não só do contexto espiritualista e mediunico, mas tambem do que se compreende a respeito de algumas entidades e pasme a repeito dos ciganos principalmente, o que é compreensivel quando se depara com a desinformação a respeito de seus habitos, costumes e tradições na vida terrena , senão nao teria sentido cultuar-se pretos velhos com banquinhos e cachimbo, bem como caboclos, baianos com comidas tipicas e assim por diante.
    Fico feliz que Voce tenha aberto esse dialogo democratico e proporcionado a todos a possibilidade de manifestação, parabens meu irmão. E quanto ao fato de não ciganos trabalharem com ciganos, nao vejo porque nao trabalhariam, fato esse que se contrapoe contra toda ordem divina , como se diferentes fossem e sabemos que nao somos diferentes , porque emanamos de uma só origem e Criação sem distinção. O que ocorre é que esse assunto é complexo e não daria para falar tudo aqui, porem, o que mais complica é a pomana realizada após a morte do cigano e que é pratica responsavel pelo encaminhamento do cigano morto e reverencia ancestral e que tambem se mantem o oferecimento de comidas típicas e as que mais ele gostava em vida terrena no decorrer de sua realização.
    O povo cigano realmente é especial, mas não possui para a decepção de muitos todos esses dons magisticos que propagam por ae. têm realmente uma historia triste e lembranças de nossos parentes mortos na segunda guerra nos campos de concentração é drastica, como as varias perseguições sofridas de longa data. Sabe Irmão os ciganos superaram muitas coisas e muitas coisas foram melhoradas no trato dos nao ciganos para com os ciganos, mas a unica coisa que não foi superada infelizmente foi o preconceito e a discriminação.
    Mas fica aqui meu abraço a Voce, esperando haver de alguma forma contribuido para o estimulo da discussão a respeito e viva nossa amada Umbanda e seu dinamismo intelectual.
    So Deula Tussa sa o trayo
    Nelson Pires

  2. alexdeoxossi disse:

    Caro Irmão Nelson Pires,

    é muito dignificante ler suas palavras em nosso humilde Blog, hoje você deixou um irmão feliz, pois eu já venho na luta de tentar repassar o que penso conhecer sobre Umbanda a alguns anos. Trabalho com espírito que se diz ter sido Cigano em vida, este é responsável por minha mediunidade, a nossa história, ou seja, a do Cigano e a minha começa em meu nascimento, quando o mesmo salvou vida da minha mãe(carnal) e a minha, na “mesa de operação”, daí só reaparecendo aos meus 17 anos quando mais precisei dele, ou seja, na fase difícil de qualquer ser humano, em defesa da minha pessoa, mas só fui conhece-Lo e saber toda esta história a 5 anos e 2 meses, quando conheci a Umbanda e para ser sincero eu não gostava da Religião muito menos dos seus adeptos.
    Desde então venho tentando aprender sobre este lindo Povo e concordo consigo quando fala dos costumes, mas há de convir que muitos de nossos irmãos Umbandistas extrapolam quando falam dos espíritos que foram Ciganos em vida, e hoje chegam nos Terreiros dentro da maior humildade para cumprir as Leis Divinas e não as vontades materiais de seus médiuns. Este Espírito que trabalho nunca permitiu que eu fizesse uma roupa diferente para ele, no máximo que Ele faz uso é de incensos, perfume, um cordão que ganhou e um anel, sem aquele exagero que infelizmente percebemos em diversos Terreiros.
    A minha vontade para publicar este texto, foi apenas em informar e você nos deu uma ótima contribuição e neste momento o convido para falar desses costumes em nosso humilde Blog, sendo aceito basta confirmar o e-mail que devo colocar no convite, assim teremos mais uma pessoa para contribuir com ensinamentos deste maravilhoso Povo, já consta neste Blog um de seus textos. Eu sou sabedor de sua luta no repasse de informações sobre o Povo Cigano e sei que o Irmão pode não ter tempo para fazer parte do nosso Blog, mas nos enviando as matérias eu mesmo publico.

    Esteja sempre em paz e seja bem vindo ao Blog Povo de Aruanda!

    Alex de Oxossi
    alexdeoxossi@yahoo.com.br
    Rio Bonito – RJ

  3. Muito Obrigadfo Alex, fico honrado com seu convite e o tempo vou buscar. Realmente precisamos de mais religiosos como voce e que se preocupe realmente em estabelecer bom senso e verdade. Sua menção ao Sr Cigano que trabalha com voce é muito bonita e tenho certeza que é isso que eles esperam e não os exageros descomedidos praticados por alguns, perdoe- me a sinceridade. Claro que temos maravilhosos médiuns e religiosos e que se preocupam com a busca e a informação, quando possivel, sabemos da difuculda e muitas vezes de se conseguir alguma informação de fonte fidedigna. Muito obrigado PELO CARINHO e pela oportunidade de poder postar textos aqui no seu blog , que se preocupa com o esclarecimento. Voce me deixou muito feliz com sua historia que vem comprovar a riqueza da linha cigana. Meu e-mail é guardioes@guardioesdaluz.com.br, por favor peça para que seja encaminhado para mim no assunto porque realmente embora tivesse muita vontade nao tenho como ficar direto em nossos e-mail, fato creio comum a todos nós.
    Fique com Deus e salve nossa amada Umbanda meu Irmão.
    Nelson

  4. Maria de Iemanjá disse:

    Oi!Amigo,Alex passei para deixar meu comentario a respeito de teu artigo,mesmo já lendo algumas das contribuições que já recebeste,não posso deixar passar uma oportunudade de relatar algo que a anos atraz sucedeu-se com uma entidade a qual trabalho já ha + ou – 12 anos,mais e claro foui logo de inicio do desenvolvimento.Pois bem acho muito louvavel teu comentario quanto as vests e costumes ciganos pois tambem venho notando algumas das intromições de alguns sacerdotes da Umbanda que ó falta escolher a quem tal filho deve receber e como,digo qual a postura esta mesma entidade deve tomar,como dançar como se vestir e ate mesmo como falar ,agora cheguei ao ponto do meu comentario,pois bem na minha iniciação que e claro foi na primeira casa que frequentei no inicio ,meu esposo disse-me que havia se encantado na forma como minha entidade dançava e falava,ele dizia que ela falava outra lingua,como se eu mesma não fosse brasileira,pois bem logo de inicio quando ela ia atender ela sempr chamava meu esposo pois ele cha estava mais acostumado com suafala diferente que ela mesma ao falar com el diziaá me ele falava calma devagar para que elel tambem pudesse entender,mas como logo en toda aterreira veio o comentario,o porque que só a minha cigana falava diferente das outras da casa,minha Yalorixa,resolveu chamar minha cigana e na frente de todos disse que apartir daquele dia se ela não falasse normal ela não mais atenderia nem ao menos seria atendida por os aqui no Sul chamamos de cambono,meu marido ficou muito chateado pois ao mesmo pé que ela vei ela se foi passou algum tempo quando ela retornou,mas já falando normal,quer dizer as veses diziaá-me ele que ela se enrolava toda,eu mesma fiquei muito chateada pois se ela nascerá assim o porque fazer ela abandonar seus abtos.Hoje ela vem ainda mas não mais com o mesmo falar eu não mais me encontro nesta casa´pois esta mesma´Yalorixa já e falecida,en~tão e que falo ate que ponto se deve interferir nos abtos e costumes das entidades,e poruque escolher quis os gestos que ela sdevem fazer,dai chega em um ponto que existe medius que eu sei e acompanhei que praticava os pontos riscados de suas entidades para que en seus teste ela fique sabendo como fazer,ate que ponto se chega por isso hoje a imagem da Umbanda esta tão denegrida.Os livros sim ajudam muito mais cada guia tem que se mostrar de onde e que origem ele tras em seu pe você não acha?Ebom saber aprender para não errar,mas como se fazer as coisa isso fica a griterio de cada entidade.Abraços espero que eu tenha me feito entender o que eu quis dizer,estou a esperar sua resposta.Fique com Deus!

    RESPOSTA

    Infelizmente muitos Pais/Mães no Santo agem assim, então afugenta dos Terreiros os de boa Fé, mas caminhando sempre em frente e não esquecendo que um Pai/Mãe no Santo não é toda a Umbanda, não esquecendo também que ainda existe ótimos Pais/Mães no Santo nesse nosso País, tente se reencontrar em uma outra Casa.

    Esteja sempre em paz!

  5. Rosane disse:

    Alex, que prazer entrar no seu site. E que lindo ter acesso aos comentários de Nelson Pires. Sou médium umbandista em desenvolvimento a 3 anos. Nada sabia de Umbanda, tinha meus preconceitos. Receber um passe, tudo bem. Agora, entrar nessa “vida”…até que irmãos de Umbanda me salvaram de problemas espirituais,materiais e chegou no físico(Síndrome de Pânico).Me encantei com essas pessoas.Chegaram em minha casa cansados,todos com suas profissões,seus problemas,mas vieram ajudar uma estranha.Todos sorridentes,em harmonia.
    Limparam espiritualmente minha casa e tiraram a venda de meus olhos.Me encantei.Me encontrei.Essa é minha vida.Esse é meu povo.É prá isso que eu estou aqui.E tenho a honra de minha mentora ser cigana.Aí começaram os meus primeiros problemas.Muita falta de conhecimento de Pais ou Mães de Santo para saber lidar e orientar seus filhos que tenham Entidades ciganas. Muitos acreditam que só podem ser recebidas em Gira de esquerda.Eu passei muito mal porque são densidades e energias diferentes,e para trabalhar na esquerda existem nossos guardiões(exú,pomba gira)que estão lá para isso.Ninguém sabe o que fazer comigo.Em meu 1° terreiro,minha cigana teve permissão para trabalhar junto com Caboclos.Alguns médiuns achavam que eu queria ser diferente.Foi uma fase muito difícil.Eu também não entendia.Eu queria ver minha índia ou caboclo,trabalhar igual aos meus irmãos de corrente.Mas fui muito bem tratada e minha mentora muito respeitada pela Mãe de Santo.Precisei sair daquela casa.Eu viajava 1 hora para chegar nessa cidade e voltava de madrugada,
    dormindo no volante,tive que sair. Nunca mais encontrei um lugar que pudesse receber minha cigana.Enquanto aguardo o que fazer, nunca mais houve incorporação, por eu não achar certo incorporar em casa ou sem a proteção de um terreiro.Morro de saudade da alegria e da honra em meu coração quando trabalhava com minha querida companheira.O livro de Nelson Pires foi o que me esclareceu, me a ajudou a ver que existem sim ciganos na linha da direita.Enquanto aguardo,estou desenvolvendo preto velho,caboclos…etc. Mas nunca mais recebi minha cigana com a força dos 1° dias.
    Que o Manto azul de Santa Sarah cubra todos vcs meus irmãos!

    RESPOSTA

    Imagine minha irmã como é para nós ter os comentários nosso irmão Nelson Pires, isso é sinal que estamos caminhando corretamente, eu sou um que tenho o mesmo problema que você, mas como diz o próprio Cigano quem não tem Carroça anda a pé mesmo, então ele as vezes chega dentro da gira da Esquerda, mas o ritual que ele tinha com o punhal não é permitido dentro do Terreiro, então fica muito dificil para realizar seu trabalho e pouco vem em Terra, um dia quem sabe os Ciganos tenham seu próprio culto em sua própria gira, mas até lá não devemos deixar de lado de saudá-Los e aceitar com resignação o que nos é obrigado aceitar dentro dos Terreiro, mas se eu tivesse um com toda certeza teria pelo menos um dia ao mês para estes espíritos, que na maioria das vezes trabalham na cura.

    Esteja sempre em paz minha irmã!

  6. Rick disse:

    Desculpe, eu não entendi bem.É possivel, então, um cigano e não um exu-cigano, trabalhar na esquerda? Grato,

    RESPOSTA

    Entenda que existe vários espíritos que trabalham na Esquerda e nem sempre são Exús, não quer dizer que trabalhar na Esquerda o espírito tenha que ser Exú um dos maiores exemplo são os Malandros que na maioria das Casas chegam na Esquerda e não são Exús.

  7. Gostaria de saber se a linha do povo cigana é da esquerda, pois na casa que eu freguento não é. Nas festas do Povo Cigano que já fui todos trabalhando com a esquerda do Povo Cigano; amo este Povo e gostaria de tirar essa dúvida. Abraços

    RESPOSTA

    Esse Povo tem representante na Direita e na Esquerda.

  8. Daniela disse:

    hola, soy de argentina y queria preguntarles si podrian mandarme direccion de la pagina en español o alguna informacion adicional, muchas gracias.

  9. elienega disse:

    Oi Alex, tudo bem. gostaria que você soubesse que a família Stanescon um clã muito respeitado entre os ciganos do mundo inteiro está mudando essa realidade de ciganos não aceitar não-ciganos.No meu orkut você verá uma parte delas são Eliane,Yordana e Simone Stanescon.Principalmente a Eliane e a Simone que conseguiram autorização dos clãs ciganos no mundo para difundirem a verdadeira cultura cigana, eo mais importante ensinar o verdadeiro baralho cigano lenormand,o qual lógicamente ainda não é completo porque o verdadeiro e mais completo eles estão tentando conseguir a autorização dos clãs para talvez ser lançado pelo povo cigano.e mais ainda eles ensinam a magia cigana,complemento do baralho para ajudar as pessoas.Elas tomaram essa iniciativa, porque acreditam que muitos que recebem ciganos hoje em dia foram ciganos em outras encarnações e trazem consigo amigos espirituais dessa cultura, e porque eles mesmo os espiritos ciganos que a maioria de nós não-ciganos recebe pediram para que fosse feito isso, para desmistificar e colocar a realidade dos ciganos,diferente daquela que achamos que conhecemos.Uma cultura que tem sim,bons e mau,mas no geral se respeitam.Que Deus ácompanhe á todos.

  10. Alicia Espil disse:

    Parabéns Alex, Parabéns Nelson Pires. Vcs foram magníficos!! Sou umbandista e médium. A materia sobre os ciganos e Desmistificação é a mais transparente e formosa que já li. Muito obrigada. Alicia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s