OS ORIXÁS

000000.jpg

UM POUCO DE HISTÓRIA:

Na aurora de sua civilização, o povo africano mais tarde conhecido pelo nome de iorubá, chamado de nagô no Brasil e lucumi em Cuba, acreditava que forças sobrenaturais impessoais, espíritos, ou entidades estavam presentes ou corporificados em objetos e forças da natureza. Tementes dos perigos da natureza que punham em risco constante a vida humana, perigos que eles não podiam controlar, esses antigos africanos ofereciam sacrifícios para aplacar a fúria dessas forças, doando sua própria comida como tributo que selava um pacto de submissão e proteção e que sedimenta as relações de lealdade e filiação entre os homens e os espíritos da natureza.

Muitos desses espíritos da natureza passaram a ser cultuados como divindades, mais tarde designadas orixás, detentoras do poder de governar aspectos do mundo natural, como o trovão, o raio e a fertilidade da terra, enquanto outros foram cultuados como guardiões de montanhas, cursos d’água, árvores e florestas. Cada rio, assim, tinha seu espírito próprio, com o qual se confundia, construindo-se em suas margens os locais de adoração, nada mais que o sítio onde eram deixadas as oferendas. Um rio pode correr calmamente pelas planícies ou precipita-se em quedas e corredeiras, oferecer calma travessia a vau, mas também mostra-se pleno de traiçoeiras armadilhas, ser uma benfazeja fonte de alimentação piscosa, mas igualmente afogar em suas águas os que nelas se banham. Esses atributos do rio, que o torna ao mesmo tempo provedor e destruidor, passaram a ser também o de sua divindade guardiã. Como cada rio é diferente, seu espírito, sua alma, também tem características específicas. Muitos dos espíritos dos rios são homenageados até hoje, tanto na África, em território iorubá, como nas Américas, para onde o culto foi trazido pelos negros durante a escravidão e num curto período após a abolição, embora tenham, com o passar do tempo, se tornado independentes de sua base original na natureza.

O contato entre os povos africanos, tanto em razão de intercâmbio comercial como por causa das guerras e domínio de uns sobre outros, propiciou a incorporação pelos iorubás de divindades de povos vizinhos, como os voduns dos povos fons, chamados jejes no Brasil, entre os quais se destaca Nanã, antiga divindade da terra, e Oxumarê, divindade do arco-íris. O deus da peste, que recebe os nomes de Omulu, Olu Odo, Obaluaê, Ainon, Sakpatá e Xamponã ou Xapanã, resultou da fusão da devoção a inúmeros deuses cultuados em territórios iorubá, fon e nupe. As transformações sofridas pelo deus da varíola, até sua incorporação ao panteão contemporâneo dos orixás, mostra a importância das migrações e das guerras de dominação na vida desses povos africanos e seu papel na constituição de cultos e conformação de divindades.

Dentro da cultura do Candomblé, o Orixá é considerado a existência de uma “vida passada na Terra”, na qual os Orixás teriam entrado em contato direto com os seres humanos, aos quais passaram ensinamentos diretos e se mostraram em forma humana. Essa teria sido uma época muito distante na qual o ser humano necessitava da presença física dos Orixás, pois o ser humano ainda se encontrava em um estágio muito primitivo, tanto materialmente como espiritualmente.

Após passarem seus ensinamento voltaram à Aruanda, mas deixaram na Terra sua essência e representatividade nas forças da natureza.

O QUE É ORIXÁ?

O planeta em que vivemos e todos os mundos dos planos materiais se mantêm vivos através do equilíbrio entre as energias da natureza. A harmonia planetária só é possível devido a um intrincado e imenso jogo energético entre os elementos químicos que constituem estes mundos e entre cada um dos seres vivos que habitam estes planetas.

Um dado característico do exercício da religião de Umbanda é o uso, como fonte de trabalho, destas energias. Vivendo no planeta Terra, o homem convive com Leis desde sua origem e evolução, Leis que mantêm a vitalidade, a criação e a transformação, dados essenciais à vida como a vemos desenvolver-se a cada segundo. Sem essa harmonia energética o planeta entraria no caos.

O fogo, o ar, a terra e a água são os elementos primordiais que, combinados, dão origem a tudo que nossos corpos físicos sentem, assim como também são constituintes destes corpos.

Acreditamos que esses elementos e suas ramificações são comandados e trabalhados por Entidades Espirituais que vão desde os Elementais (espíritos em transição atuantes no grande laboratório planetário), até aos Espíritos Superiores que inspecionam, comandam e fornecem o fluido vital para o trabalho constante de CRIAR, MANTER e TRANSFORMAR a dinâmica evolutiva da vida no Planeta Terra.

A esses espíritos de alta força vibratória chamamos ORIXÁS, usando um vocábulo de origem Yorubana. Na Umbanda são tidos como os maiores responsáveis pelo equilíbrio da natureza. São conhecidos em outras partes do mundo como “Ministros” ou “Devas”, espíritos de alta vibração evolutiva que cooperam diretamente com Deus, fazendo com que Suas Leis sejam cumpridas constantemente.

O uso de uma palavra que significa “dono da cabeça” (ORI-XÁ) mostra a relação existente entre o mundo e o indivíduo, entre o ambiente e os seres que nele habitam. Nossos corpos têm, em sua constituição, todos os elementos naturais em diferentes proporções. Além dos espíritos amigos que se empenham em nossa vigilância e auxílio morais, contamos com um espírito da natureza, um Orixá pessoal que cuida do equilíbrio energético, físico e emocional de nossos corpos físicos.

Nós, seres espirituais manifestando-se em corpos físicos, somos influenciados pela ação dessas energias desde o momento do nascimento. Quando nossa personalidade (a personagem desta existência) começa a ser definida, uma das energias elementais predomina – e é a que vai definir, de alguma forma, nosso “arquétipo”.

Ao Regente dessa energia predominante, definida no nosso nascimento, denominamos de nosso Orixá pessoal, “Chefe de Cabeça”, “Pai ou Mãe de Cabeça”, ou o nome esotérico “ELEDÁ”. A forma como nosso corpo reage às diversas situações durante esta encarnação, tanto física quanto emocionalmente, está ligada ao “arquétipo”, ou à personalidade e características emocionais que conhecemos através das lendas africanas sobre os Orixás. Junto a essa energia predominante, duas outras se colocam como secundárias, que na Umbanda denominamos de “Juntós”, corruptela de “Adjuntó”, palavra latina que significa auxiliar, ou ainda, chamamos de “OSSI” e “OTUM”, respectivamente na sua ordem de influência.

Quando um espírito vai encarnar, são consultados os futuros pais, durante o sono, quanto à concordância em gerar um filho, obedecendo-se à lei do livre arbítrio. Tendo os mesmos concordado, começa o trabalho de plasmar a forma que esse espírito usará no veículo físico. Esta tarefa é entregue aos poderosos Espíritos da Natureza, sendo que um deles assume a responsabilidade dessa tarefa, fornecendo a essa forma as energias necessárias para que o feto se desenvolva, para que haja vida. A partir desse processo, o novo ser encarnado estará ligado diretamente àquela vibração original. Assim surge o ELEDÁ desse novo ser encarnado, que é a força energética primária e atuante do nascimento.

Nesse período, os Elementais trabalham incessantemente, cada um na sua respectiva área, partindo do embrião até formar todas as camadas materiais do corpo humano, que são moldadas até nascer o novo ser com o seu duplo etérico e corpo denso.

Após o nascimento, essa força energética vai promovendo o domínio gradativo da consciência da alma e da força do espírito sobre a forma material até que seja adquirida sua personalidade por meio da Lei do livre Arbítrio. A partir daí essa energia passa a atuar de forma mais discreta, obedecendo a esta Lei, sustentando-lhe, contudo, a forma e energia material pela contínua manutenção e transformação, no sentido de manter-lhe a existência.

A cada reencarnação, de acordo com nossas necessidades evolutivas e carmas a serem cumpridos, somos responsáveis por diferentes corpos, e para cada um destes nossos corpos, podemos contar com o auxílio de um Espírito da Natureza, um Orixá protetor. É normalmente quem se aproxima do médium quando estes invocam seu Eledá. Em todos os rituais de Umbanda, de modo especial nas Iniciações, a invocação dessa força é feita para todos os médiuns quando efetuam seus Assentamentos, meio de atração, para perto de si, da energia pura do seu ELEDÁ energético e das energias auxiliares, ou “OSSI” e “OTUM.

Eledá, Ossi e Otum formam a Tríade do Coronário do médium na Umbanda.

AFINIDADES

Os filhos de fé não recebem influências apenas de um ou dois orixás. Da mesma forma que nós não ficamos presos à educação e à orientação de um pai espiritual, não ficamos também sob a tutela de nosso orixá de frente ou adjuntó.

Freqüentemente recebemos influências de outros orixás (como se fossem professores, avós, tios, amigos mais próximos na vida material). O fato de recebermos estas influências, não quer dizer que somos filhos ou afilhados desses orixás; trata-se apenas de uma afinidade espiritual.

Uma pessoa, às vezes, não se dá melhor com uma tia do que com uma mãe? Assim também é com os orixás. Podemos ser filhos de Ogum ou Oxum e receber mais influências de Xangô ou Iansã. Posso ser filho de Obaluaiê e não gostar de trabalhar com entidades que mais lhe dizem respeito (linha das almas), preferindo trabalhar com entidades de cachoeiras.

O importante é que nos momentos mais decisivos de nossas vidas, suas influências benéficas se façam presentes, quase sempre uma soma de valores e não apenas e individualmente, a característica de um único orixá.

ORIXÁS – ELEMENTOS PRIMORDIAIS E SUAS RAMIFICAÇÕES

Orixás

Elemento

Ramificação
Cor Saudação
Oxalá Ar Ar Branco Epa babá
Iemanjá Água Salgada Branco / Azul Odô Yá
Nanã Água
Chuva
Roxo Saluba Nanã
Oxum Água
Doce, Cachoeiras
Azul Ora Yeyê-ô
Oxumarê

Água

Evaporação Verde e Amarelo Arrobobô
Ogum Fogo Ígneo Vermelho Ogum Yê
Ibeji Fogo Purificador Rosa e Azul Oni Ibejada
Xangô Fogo Elétrico Marrom Kaô Cabecile
Iansã Fogo Emoções Amarelo Eparrei Oyá
Oxossi Terra Fauna Verde Okê Arô
Ossãe Terra Flora Verde e Branco Euê-a
Obaluaiê Terra Transformação Branco e Preto Atotô

Os Elementais

Entre esses espíritos de atuação dentro do campo vibratório dos Orixás de comando, encontramos aqueles que trabalham mais perto de nossa realidade, relacionando-se de forma estreita com os elementos: são os ELEMENTAIS. São os grandes artífices e alquimistas que nos oferecem as pedras, as folhas, as flores, a água, as forças da natureza. Eles estão, muito perto de nós, atuando também nos trabalhos dos Guias e da própria Umbanda como um todo.

Os Elementais se apresentam com forma semelhante à humana. De acordo com a variação de consciência e emoção produzem mudanças em sua coloração e até mesmo em sua forma. Usam seu corpo astral e quando necessário, até materializam seu veículo etéreo. A forma astral, de acordo com revelação e depoimento de videntes, consiste numa aura esférica multicolorida energética. O veículo etérico dessas entidades é que lhes permite um senso de individualidade. Nas épocas de crescimento, germinação e desenvolvimento dos vegetais, a vitalidade e atividade desses seres aumenta pelo contato maior com o mundo físico, tornando-os mais visíveis aos médiuns videntes, quando não se materializam temporariamente, dançando e brincando como seres humanos.

No elemento Terra:

• Nas florestas, por exemplo temos asDríades, ligadas ao campo vibratório de Oxossi, possuem cabelos compridos e luminosos, são de rara beleza e trabalham diretamente nas árvores.

• Os Gnomos das árvores trabalham dentro do duplo etérico das mesmas.

• As Fadas manipulam a clorofila das plantas, estabelecendo a multiplicidade dos matizes e fragrância das flores, formando as pétalas e brotos. Estão associadas à vida das células da relva e outras plantas.

• Os Duendes que cuidam da sua fecundidade, das pedras e metais preciosos e semi-preciosos.

No elemento Água:

• Encontramos as Sereias que ficam perto dos Oceanos, rios e lagos, de forma graciosa e energética.

• Nas cachoeiras estão as Ondinas, que muito ajudam nos trabalhos de purificação realizados pela Umbanda nas cachoeiras.

No Elemento Ar:

• Os Silfos que estão sob a regência de Oxalá. Como as Fadas, se apresentam com asas, movimentando-se com extrema rapidez.

No Elemento Fogo:

• As Salamandras são elementais do FOGO. Se apresentam como correntes de energia ígnea, que se precipitam, sem se afigurarem como seres humanos. Atuam nas energias ígneas solar e do fogo em geral.

OS 7 RAIOS DOS ORIXÁS

Raio

Orixás

Regência

Oxalá

regente do elemento ar.
Iemanjá
regente das águas salgadas
Nanã regente das águas das chuvas
Ogum
regente do fogo na forma intrínseca
Ibeji regente do fogo como energia mágica
Oxossi
regente das matas (fauna e flora)
Ossãe regente das folhas (ervas) medicinais
Xangô
regente do fogo elétrico e energético
Iansã regente do fogo psíquico
Oxum
regente das águas doces
Oxumarê regente das águas em evaporação
Obaluaiê
regente do elemento terra

Estes são os Raios dos Orixás de Umbanda, comandantes das energias criadoras, mantenedoras e transformadoras dos elementos da natureza, tendo sob seus comandos legiões de espíritos de várias vibrações evolutivas dentro de seu Raio. Eles realizam o milagre da vida e distribuem essa energia no corpo da magia, para os locais que delas necessitam, para ajuda e fortalecimento dos espíritos encarnados e desencarnados.

As 07 Linhas dos Trabalhadores Espirituais de Umbanda, não devem ser confundidas com os Sete Raios de que estamos tratando, uma vez que estas Linhas são dos Regentes planetários das energias da natureza.

CLASSIFICAÇÃO DOS ORIXÁS NA UMBANDA:

1º) Orixás Virginais = Recebem do supremo Espírito Reino Virginal
2º) Orixás Causais = Aferem karma causal
3º) Orixás Refletores = Coordena Energia – Massa
4º) Orixás Originais = Recebem dos três as vibrações universais
5º) Orixás Supervisores = Supervisiona as leis universais
6º) Orixás Intermediários = Senhores dos tribunais solares do Universo Astral
7º) Orixás Ancestrais = Senhores de toda a hierarquia planetária

• Todos os Orixás Ancestrais são subordinados à Cristo Jesus que é o tutor máximo da Terra.

• Os Orixás Ancestrais são os que conhecemos na Umbanda.

Entre os espíritos que atuam dentro da vibração energética do nosso Eledá, é escolhido um para nos acompanhar mais de perto, seja pela afinidade com o ser encarnado ou pelo simples desejo de acompanhar esse espírito na sua caminhada encarnatória. No caso de médiuns, normalmente este espírito é aquele que incorpora quando invocada a vibração do Orixá principal.

Os Orixás, dentro do culto Umbandista não são incorporados. O que se vê dentro dos vários terreiros, centros, tendas etc, são os falangeiros dos Orixás, espíritos de grande luz que vem trabalhar sob as Ordens de um Orixá. Os Falangeiros incorporam em seus “cavalos” e mostram sua presença e sua força em nome de um Orixá.

Orixás cultuados na Umbanda:

Oxalá, Ibeiji, Obaluayê, Ogum, Oxossi, Xangô, Iansã, Iemanjá, Nanã, Oxum.

Outros Orixás:

Exu, Obá, Ewa, Logun-edé, Iroko, Ossãe, Oxumarê, Tempo, Orumilá, Ifá.


Os orixás: Exu, Obá, Ewa, Logun-edé, Iroko, Ossãe, Oxumarê, Tempo, Orumilá, Ifá e Ibeiji não formam a Tríade do Coronário dos médiuns na Umbanda.


O texto acima é parte integrante das Apostilas elaboradas pela Sociedade Espiritualista Mata Virgem

Sobre Administrador

Eu tento fazer a minha parte para poder divulgar a minha Religião.
Esse post foi publicado em ORIXÁS, UMBANDA. Bookmark o link permanente.

41 respostas para OS ORIXÁS

  1. Ademir disse:

    Tem o email de alex de oxossi? obrigado

    RESPOSTA:

    alex.riobonito@hotmail.com

  2. alguem disse:

    na igreja universal eu já vi pessoas encorporadas con alguns desses nomes e de juelho oque vc pode mim dizer sobre isso

    RESPOSTA

    Veja o passado de quem criou a igreja universal, perceba os rituais dessa igreja, tal como por exemplo, o sabonete de arruda, o ritual da rosa amarela, entre outros….

  3. Silvia disse:

    Olá! EStou iniciando na umbanda há 1 ano e recentemente recebi a influencia de uma Entidade q tem por caracteristicas chacoalhar bem os ombros para frente e para trás como uma dança… minhas pernas e quadris tbm balançavam… me passou energia muito boa… qual a entidade que tem estas caracteristicas? Obrigada…

    RESPOSTA

    Quase todas que se apresentam no sexo feminino na maioria das vezes na Esquerda, mas você tem que entender que é quase impossivel lhe dar uma resposta correta, o melhor a fazer é você trabalhar com a Entidade.

  4. julio disse:

    eu nao recebo entidades mas sou filho de oxossi e iemanja o que faser para agradalos

    RESPOSTA

    Melhor agrado para qualquer Orixá ou Entidade, é que seus filhos tenha uma vida reta e regada de amor, harmonia, fé e caridade.

  5. Silvia disse:

    Obrigada pelas dicas mas ainda tenho dúvidas: como trabalhar com esta entidade? Uma Entidade da Esquerda pode limpar e ser chamada de mãe? Assim ouvi bem de longe quem em atendia pedir p/ “limpar sua filha”
    Outras vezes me falar pra ir ao mar me limpar tbm e depois as matas… poderia ser iemanjá e oxossi meus pais?
    Obrigada e parabens pela iniciativa.

  6. julio disse:

    obrigado pela resposta !!!!!
    eu nunca recebi nenhuma entidade mas o que faser para receber isso é um dom?
    ou podemos adiquirir com estudo da doutrina?

    RESPOSTA

    Não é um dom, não podemos dizer que mediunidade é um dom, todos assim nascem, mas poucos a descobrem, comece indo a um Terreiro e faça parte do mesmo, vá de coração aberto e ajude a auxiliar, todos começam como cambono.

  7. akira disse:

    oi bom dia eu gostaria de saber qual e a entidade que me proteje como faso para descobrir?
    e se eu puder receber como faso ?

    RESPOSTA

    Procure um Terreiro

  8. lelinha disse:

    olha segundo uma amiga que joga buzio ela disse que sou filha de exu com pomba jira. e gostaria de saber como faso para receber esses entidaddes?

    RESPOSTA

    Procure um Terreiro

  9. Silvia disse:

    Obrigada pelas dicas mas ainda tenho dúvidas: como trabalhar com esta entidade? Uma Entidade da Esquerda pode limpar e ser chamada de mãe? Assim ouvi bem de longe quem em atendia pedir p/ “limpar sua filha”
    Outras vezes me falar pra ir ao mar me limpar tbm e depois as matas… poderia ser iemanjá e oxossi meus pais?
    Obrigada e parabens pela iniciativa.

    RESPOSTA

    Algumas partes de suas perguntas não ficaram nitida o que quer saber, então irei responder o que entendi e depois você refaça sua pergunta:

    Entenda que a limpeza não é só p/ os filhos desses Orixás e sim para todos, são pontos estratégicos para descarregar os filhos de Umbanda, eu mesmo já fui em uma cachoeira para descarregar e não sou filho de Oxum.

  10. Anônimo disse:

    a qui na cidade nao tem tantos terreiros onde possa ser de confiança!!!
    eu posso aprimorar isso sem prescizar de um terrero ou isso é impossivel?

    RESPOSTA

    Pode, mas tem alguns perigos que poderá enfrentar, então irá precisar de um Pai/Mãe no Santo, para fazer algumas defesas.

  11. lelynha disse:

    mas como fazer o que é pressizo para receber essas proteçoes espirituais sem um terrero?

  12. Silvia disse:

    São pontos de energia entendi, mas me pediram para me imaginar nestes locais é a mesma coisa neh?
    Quando recebi a entidade que chacoalhava os ombros e quadris escutei para limpar sua filha, me disseram q poderia ser uma pomba gira pelas caracteristicas apresentadas. Uma pomba gira é mãe tbm?
    Mais uma vez obrigada. =D

    RESPOSTA

    Por que imaginar nesses lugares? Para entrar em contato com a vibração/energia, quanto uma Pombagira ser mãe eu desconheço, mas alguns assim a chamam, o certo seria um Orixá ser Pai/Mãe.

  13. Anônimo disse:

    que tipo de perigo e o que devo faser para receber minhas proteçoes?

    RESPOSTA

    Como sempre falo aqui, não repassamos fundamentos, procure um Terreiro

  14. Sara disse:

    Meus parebens Alex. A pag esta muito boa e os comentarios tbm…
    Eu sou do candomblé e amei as descrições, perfeitas mesmo..^^
    Quando aos comentarios
    São tambem muito intereçantes principalmente suas respostas..
    Beijão e denovo
    PaRaBeNs!!!!
    ^.^

  15. julio disse:

    oi gostaria de saber qual a comida eo perfume de IEMANJA E OXOSSI?

    RESPOSTA

    Julio,

    basta você ler os textos sobre esses Orixás, você nem mesmo teve o trabalho de ler o texto sobre Yemanjá no inicio desse site, que faz uma homenagem a este Orixá, nem mesmo procurou outro que falamos sobre Oxóssi em ambos tem o que você pede, aproveite e conheça mais um pouco sobre esses Orixás.

  16. Anônimo disse:

    gostaria de saber sobre outros tipos de iemanja como por exemplo iemanja micaia.aguardo resposta.

    RESPOSTA

    Esses tipos de Iemanjá que você refere-se seria qualidades?

    Caso seja, na Umbanda não cutua qualidades de Orixás.

  17. julio disse:

    estar certo e descupe-me
    foi uma falta de atençao!!

  18. julio disse:

    eu nao concigo achar nada falando sobre uma entidade chamada de NUVEM BRANCA?
    me fale um pouco sobre ela!!!!!

    RESPOSTA:

    Leia o texto: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA

  19. Sil disse:

    Boa tarde.
    Cá estou e buscando esclerecer uma duvida mais uma vez!! rs…
    Na Umbanda podemos receber as 7 linhas ou cada pessoa recebe a entidade na qual tem como pais de cabeça? Por exemplo, uma filha de Iansã só recebe o orixá feminino Iansã não podendo por exemplo receber Iemanjá…
    Obrigada…

    RESPOSTA

    Sil,

    Na Umbanda trabalhamos com as 7 Linhas isso não quer dizer que só trabalhamos com 7 Orixás, se assim fosse não trabalharíamos com Nanã e outros, sei que sua pergunta não é essa, mas direi a ti o que eu penso conhecer sobre sua dúvida, eu acreditava que só poderia “incorporar” Falangeiros – porque na Umbanda não “incoporamos” Orixás e sim Falangeiros que sempre são representados por Espíritos puros, ou seja, uma Criança, um Caboclo, etc.. – voltando ao assunto em voga, um dia eu levei um susto em um Terreiro que eu estava começando a segui-lo, eu filho de Oxossi, Yemanjá e Omulu, pensava que só receberia Falangeiros desses, mas no Terreiro o Dirigente começou a cantar para Ogum e me chamou na frente do Altar para receber e chamou mais três irmãos, eu disse que não era filho de Ogum e que nunca tinha dado “incorporação” a seu Falangeiro, o Dirigente disse que todos nós tínhamos os Falangeiros de todos Orixás e eu duvidei, então recebi o Falangeiro de Ogum e de Xangô naquele dia. Eu fiquei muito intrigado com aquele fato, procurei Fundamentos, então o Nego Veio que trabalho, Pai Benedito de Aruanda, como sempre auxiliou em minhas dúvidas e disse-me que eu poderia não ser filho de determinado Orixá, mas este determinado Orixá, poderia em vidas passadas ter sido meu Pai de Cabeça ou ainda uns dos Orixás que compus meu Eledá, ou ainda, por ato de amor nessa ou outras vidas ter aproximado de mim, afirmando ainda ele disse que era quase impossível não termos Falangeiros de todos Orixás, porque ainda existia os Guias que compõem nosso Eledá, que em vida pode ter sido filho de determinado Orixá, ou ainda que o mesmo aproximou desse Orixá.

    Completando os ensinamentos daquele dia, repassado pelo Veio que trabalho, ele ainda repassou que somos filhos de todos Orixás, pois temos vidas passadas mesmo sem lembrar das mesmas e o único Orixá que não muda nas vidas anteriores é o terceiro Orixá, este permanece por toda nossa existência em vida ou em espírito, esta explicação do Nego Veio ajudou-me muito, pois hoje não limito apenas a três Orixás, sei que Omulu é eterno em minha existências, mas os demais (Oxossi e Yemanjá) poderá ser mudado em outras vidas.

    Sil eu só falo o que eu presencio, o que vivo de Umbanda, caso não tivesse acontecido esse fato seu recado seria mais um dos diversos que deixo aqui sem respostas, e permito passar para que os visitantes de Povo de Aruanda responderem, pois não sou e nem mesmo quero ser o dono da verdade, sou apenas mais um a procura de respostas, tal como você e vários visitantes de Povo de Aruanda.

  20. Sil disse:

    Obrigada pela sua explicação… perguntei pq estou começando a incorporar algum falangeiro de iansã por isso achei q seria filha desta.
    Agreço demais sua explicação, ninguém é dono da verdade mas todos os iniciantes tem muitas dúvidas e buscamos exclerece-las com quem tem maiores experiências e afinidade, por isso sempre posto mensagens aqui.
    Grata de coração que sua semana seja iluminada!

  21. JULIO disse:

    um senhor que é espirita apareceu la em casa e depois de um tempo ficou com as costas largas e apareceu um grande aranhao no braço que ia da mao ate o inicio do ombro ele nao explicou mas gostaria de saber o que é vc pode me ajudar? obrigado!!!!!

    RESPOSTA

    Sei explicar não

  22. julio disse:

    tudo bem obrigado!!!!!

  23. sandro disse:

    olá,
    amigo poderia saberia me dizer algo de shiva,pois a alguns anos atraz tive uma experiencia com shiva,mas depois fiquei sabendo que shiva seria um exu,se for um exu qual exu seria? shiva é adorado a mais de 14mil anos e tem no shivaismo a religião mais antiga do mundo.
    grato
    e fraterno saravá!!!

    RESPOSTA

    Sandro pelo que sei existe uma comparação entre o ORIXÁ Exú e não Entidade ao Deuses Shiva e Hermes, eu aqui no Wordpres encontrei algo interessante sobre esse assunto, deixarei abaixo os links para seu estudo a respeito da comparação mitológica, não é só Exú que é comporado a deuses de outras Mitologias e sim todos os outros Orixás.

    Hermes. Exú. Shiva – parte I
    http://monomito.wordpress.com/2006/08/17/31/

    Hermes. Exú. Shiva – parte II
    http://monomito.wordpress.com/2006/08/30/32/

    Hermes. Exú. Shiva – parte III
    http://monomito.wordpress.com/2006/09/14/34/

    Boa leitura!

  24. sandro disse:

    muito obrigado pela ajuda amigo,e parabens pelo site!!!
    grande abraço
    sandro

  25. Silvia disse:

    Olá! boa tarde!
    Como sempre, venho tirar minhas dúvidas que naum foram exclarecidas la no terreiro contigo, devido a grande seriedade que tens no assunto.
    Recebendo minha Pomba Gira me veio o nome de Sara na cabeça…. seria esse seu nome? Podes me dizer algo sobre ela se assim for?
    Tenho medo de pesquisar algo errado!
    Obrigada como sempre!

    RESPOSTA

    Irmã,

    o nome não importa muito e sim o feito do seu Guia dentro do Terreiro, quanto ao nome Sara poderá sim ser este o nome de seu Guia, aguarde uma confirmação da mesma, talvez seja uma Pombogira Cigana, eu deixarei a ti um texto que fala sobre os Guias: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA (clique)

  26. lelinha disse:

    me ajude!!
    NA NOITE DE DOMINGO NAO CONSEQUI DORMIR POS ESTAVA UM FORTE CALOR E ACORDAVA VARIAS VESES E UMA DAS VESES QUE ACORDEI SENTI MEU BRAÇO DIREITO IMOVEL E DURO E O MEU CORPO ESTAVA TENTANDO CONTRA A MINHA VONTADE SENDO JOGADO PARA CIMA E PARA BAICHO FIQUEI MUITO ASSUSTADA E COMECEI A REZAR FOI QUANDO DO NADA DORMI E AL ACORDAR POR VOLTA DE 2:20 DA MANHA VI NO ESCURO TRES ESPIRITO PASSANDO NO AR
    O 1(PRIMEIRO)ERA UM SENHOR COM A CARA COBERTA E UM PEDAÇO DE MADEIRA NAS MAOS
    O 2(SEGUNDO)ERA UMA PESSOA EM PÉ AUTO E MUSCULOSO!!
    O 3(TERCEIRO)SO DAVA PARA VER O ROSTO MAS DAR PARA DISTIQUIR SE ERA HOMEN OU MULHER MAS FASIA UM MOVIMENTO COM AS MAOS LENVANTANDO O CAPUS QUE ERA PRETO POR FORA E VERMELHO POR DENTRO.
    O QUE SIGNIFICA ISSO ?
    NAO FOI SONHO FOI REAL!!!!

    RESPOSTA

    Procure um Terreiro

  27. Silvia disse:

    Olá! Olha eu aqui de novo! Uma dúvida vem me intrigando desde quinta feira, alias duas. Me orientaram a não dar passagem a minha Pomba Gira quinta feira passada, véspera de sexta feira santa, foi dificil controlar, talvez pos estar no inicio mas consegui!Tem algo relacionado com o feriado de´páscoa?
    Outra: pelas caracteristicas (dedo indicador apontando ao céu e a outra mão para trás) achei que seria Iansa mas me disseram ser minha Gira… mesmo sendo filha de Iansa, portanto seria da falange de iansã certo?
    Obrigada e uma semana abençoada!

    RESPOSTA

    Entenda Pascoa como uma comemoração Católica, eu conheço muitos Terreiros que funcionaram e funcionam na semana Santa, apenas aqueles que estão muito ligados ainda ao Sincretismo que se rendem a não trabalharem.

    Infelizmente pela caracterisiticas não dá para saber, quanto a trabalhar ou não na vibração de Iansã não é bem assim, eu por exemplo sou filho de Oxóssi e meu unico Guia que chega na vibração de Oxóssi é a criança que eu trabalho.

  28. Silvia disse:

    Olá olha eu aqui! rs… Olha é Iansã mesmo pois saudaram: eparrei iansã.
    obrigada!
    E pra não perder o custume: me disseram pra naum deixar ninguem passar a mão na minha cabeça… pq??? Boa semana!!!

    RESPOSTA

    Silvia a cabeça (ori) é algo sagrado dentro de nossa Religião, nem sempre as pessoas tem boas intenções ou um energia positiva, mas quando afirmamos isso é mais no sentido ritualistico, mas mesmo assim devemos sim evitar que coloquem as mãos em nossas cabeças, entenda que existe pessoas que curam apenas pela imposição das mãos e pode acontecer ao contrário também, ou seja, trazer a doença através da imposição das mãos, sei que pode parecer um sentido dual, mas tudo na Umbanda nos demonstram dualidades.

  29. Marie disse:

    Preciso comprar uma muda da arvore Juremeira pra presentear..vcs podem me ajudar como consigo esta arvore??
    Obrigada..

  30. Dayane disse:

    Olá eu tenho 16 anos! Me falaram que eu tenho Oxum e Yemanja…
    Mas eu gostaria de tirar um duvida minha,
    na virada do ano de 2005 para 2006,passei no sitio. eu fui durmi era umas 10:00horas da noite mais ou menos, e pedi para meus pais e meus tios que tava la pra me acordarem meia noite… ai tá bom, e o mais estranho eu sonhei com uma mulher, de cabelo preto bem liso e cumprido, e bem branca e ela tava com um vestido branco tbm muito bonita, a genti na no pasto coisa mais linda aquele pasto todo verde e ela abriu o braço dela e me chamou e me falou fica tranquila que eu nao vou te fazer mal e eu fui com ela, ai a genti foi perto de um rio,e tinha uma cachoeira que a agua era toda transparente e tinha uma pedra no meio do rio e ela andou por cima da agua e foi até ah pedra e me falou vem comigo! E eu disse eu naum sei nada. ai depois ela pegou na minha mão e falou e vou ter que ir agora mais eu volto. AI eu acordei meia noite e meia, e minha tia falou que era minha protetora…

    OBS: eu quero sabe quem é essa moça se é oxum ou yemanja.

    RESPOSTA

    Talvez nem uma, nem outra, talvez um Espirito Protetor, ou seja, um Guia.

  31. Marina disse:

    Olá, tenho 16 anos, tenho frequentado um terreiro de umbanda..
    lá eu tenho me identificado, me sinto bem..
    Meus orixás são, Iemanjá, Nanã e Oxum(de cabeça)
    todas são da água, eu tenho vários sonhos malucos e a maioria deles relacionados a água. Mas é verdade que Iemajá e Oxum não se dão? se verdade, o que isso interfere em mim?

    Tenho outra pergunta:
    Várias entidades já me disseram que eu e minha família somos todos médiums.. e como todo médium, temos um digamos um “dom”, minha tia, prevê o futuro, alguns tem o poder da cura.. mas eu não sei o meu.. como posso conhece-lo?

    RESPOSTA

    Irmã,

    as pessoas tem que entender as lendas, você acha que uma vibração de Luz poderia não se dar com a outra?
    Eles estão acima de tudo isso, acima de nossas falhas, não tem nossos vícios comuns, tais como picuinhas com demais Orixás, tal como com nossos irmãos.
    Para conhecer você terá que trabalhar sua mediunidade dentro de um Terreiro, então com o tempo de Doutrinação e junto as Entidades irá conhecer e esquece esse negócio de rixas entre os Orixás.

  32. lelynha disse:

    OI VCS NAO PODEM NEM ME AJUDAR A ENTEDER ESSSA VISAO QUE TIVE ANTERIORMENTE?
    SE PUDER ME AJUDEM OBRIGADO!!!!

  33. ana carolina de oliveira disse:

    adorei a qualidade do trabalho de vcs …
    parabens…

  34. suely morieri disse:

    tire minhas duvidas eu afirmei um terreiro e proprietario agora ressugio e pedio o estabelecimento quais os orixas que o senhor pede protecao sao cosme e meu gui e meu pai frei damiao … tia suely de iansa do bale ja a ter sei guerrei estou com os filhos guerriado sobre isso .. tia suely morieri responda mim por faAVOR ?

    RESPOSTA

    Eu não entendi suas dúvidas

  35. Felipe Galvan disse:

    Depois de frequentar um terreiro que na verdade era pura magia negra e interesse próprio [ praticamente um neoliberalismo magístico ] eu enfrentei muitas demandas fora de terreiro e deixei de lado apenas com o poder da oração vibração e mente [ñ sou muito dado a rituais prefiro primeiro saber fazer com o coração pra depois depender do resto]… Meus Guias começaram a se manifestar nesse tempo, conheci a voz[importantissimo], a aparencia, e basicamente a estória do meu colega de trabalho Exu, e depois me veio o ponto riscado, que quando procurei saber nas lojas, era vendido como ferramenta de Tranca-Ruas, mas isso pode me ser garantido?… Não confio ainda.

    RESPOSTA

    Caro Irmão,

    Aqui falamos de Umbanda com responsabilidade e nunca iremos expor algo tão particular de nossos Guias como são os Pontos Riscados e abaixo tento lhe explicar o porque, esperamos que você entenda nossas explicações, caso ainda duvide das mesmas procure falar com seu Pai ou Mãe no Santo, que com toda certeza irá nos dar razão.

    Os Pontos Riscados é o cartão de visita das Entidades, a identificação da Entidade é uma espécie de campo de força. Os pontos riscados são verdadeiros códigos registrados e sediados ao mundo espiritual, eles identificam poderes, tipos de atividades, e os vínculos iniciáticos da falange. Quando são traçados sem conhecimentos de causas, não projetam sua grafia luminosa e não passam de rabiscos inócuos.

    Eu alerto a ti irmão/irmã copiar um Ponto Riscado de valia alguma terá, entenda que um Guia mesmo tendo o mesmo nome de outro Guia de forma alguma será o mesmo leia o texto: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA (clique), já que os Guias tendo o mesmo nome não são o mesmos, então de nada valerá copiar ou conhecer Pontos Riscados que não seja de sua Entidade, detalhe maior estes Pontos são riscados pelo seu Guia e não por você.

    Só pelo fato de conhecer Pontos de Guias com mesmo nome, pode levar o irmão/irmã ao “animismo” e atrapalhar o Guia na hora que tiver que riscar o mesmo.

    O que eu aconselho é você é ter acesso apenas a ALGUNS ELEMENTOS BÁSICOS DOS PONTOS RISCADOS (clique)

  36. julio disse:

    oi eu gostaria de saber se uma pessoa que é espirita pode dizer qual é o meu orixa quia so em me conhecer sem faser jogos de bozios?

    RESPOSTA

    Somos Umbandistas e não espiritas, espíritas são nossos irmãos que fazem uso da Doutrina deixada por Allan Kardec, alguns de nós Umbandistas e Espíritas, podemos ter um tipo de mediunidade que outros ainda não despertaram, a mediunidade é dom concedido por Deus. Porém, só alguns possuem as chamadas mediunidades de tarefa:

    AUDIÊNCIA – de ouvir vozes de Espíritos;
    VIDÊNCIA – de ver Espíritos;
    PSICOGRAFIA – de escrever o que ditam os Espíritos;
    PSICOPICTOGRAFIA – de pintar sob ação dos Espíritos;
    FALANTE – de transmitir pelos órgãos vocais a palavra do Espírito;
    XENOGLOSSIA – de falar e escrever línguas estrangeiras que não conhece,

    Existe outros tipos de mediunidade. Então dentro de algumas desses tipos os nossos irmãos podem dizer sim qual o Orixá que determinada pessoa tem, mas para termos certeza temos que nos render ao jogo dos Búzios, ou ainda o trabalho dentro do Terreiro.

  37. Luiza disse:

    Oi, mto bom o seu site e muito ponderadas e sensatas suas respostas. Estou estudando para que meus guias evoluam junto comigo e para que eu possa praticar o bem, ajudando as pessoas e levantando a bandeira do amor e da caridade. Que livros vc me indicaria… Ja li Tambores de angola, Aruanda, Conversando com os Espiritos e Alforria…

    Saravah!

    RESPOSTA

    Não estranhe minha resposta, mas eu lhe indico Livro dos Espíritos, o Evangelho segundo o Espiritismo, Livro dos Médiuns, mas estes não são para serem lidos e sim estudados, depois que terminar volte a pedir outros livros como indicação.

  38. gostei de vcs i tabem queria fala COM VCS MAS NAO DEU BLZ MEU ORKUT É ESTE MADADU@HOTMAIL.COM

  39. marcia disse:

    Olá. Gostaria de ter uma explicação quanto a um sonho que tive há alguns dias atrás, que me assustou muito.
    Sonhei que estava perto de uma pessoa conhecida(uma vizinha) e de repente ela recebia uma entidade na minha frente, aí quando eu ia encostar a mão na cabeça dela por um impulso eu desmaiava na frente desta pessoa.
    O que este sonho significa? Alguma coisa ruim?

    obrigada.

  40. kakos disse:

    eu queria saber quem e meu pai e minha mãe de cabeça pois eles ainda não veio eu so dificio pra esprita eu so sinto radiação com aquela musica que cabloquinho levado que veio da jurema filho de cobra jiboia filho de cobra coral que cabloco e esse

    RESPOSTA

    A sua ansiedade irá atrapalhar você em saber quem são seus Pais de Cabeça e como você deve saber não é dessa forma (internet) que irá conhece-Los se fosse tão simples seu Pai ou Mãe no Santo já havia lhe dito.

    Quanto ao Caboclo leia o texto: APRENDENDO SOBRE SEU GUIA (clique)

  41. cida disse:

    bom dia eu sempre leio o seu site acho algumas perguntas interessante! parabens pela seriedade do seu trabalho!
    me tire uma duvida!pode uma entidade fazer algum trabalho e depois chegar atender a propria e saber ou nao q. teria sido p/ a quela pessoa o tal trabalho?

    RESPOSTA

    Tenho uma resposta muito simples para sua dúvida, no Terreiro que sou filho, e os demais terreiros que já conheci nunca vi espírito algum fazer algo de errado e sim em pró dos seres encarnados, quanto onde preferem assim o fazer eu desconheço os procedimentos, mesmo porque não acredito que um terreiro de Umbanda que leva a nossa religião a sério permitiria algum espírito desejar algo de errado a qualquer ser, nem mesmo os espíritos prestariam a esse serviço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s