Arquivo da categoria ‘UMBANDA’

Clique abaixo nos links e ouça o Livro dos Espíritos – Allan Kardec.

* Livro 1 – Causas Primeiras
* Livro 2 – Mundo Espiritual ou dos Espíritos
* Livro 3 -Leis Morais
* Livro 4 – Esperanças e Consolações

A HISTÓRIA DO FEITICEIRO JUCA ROSA

Publicado: junho 26, 2009 em UMBANDA

Amados irmãos,

após receber um texto do irmão Etiene Sales, comecei a procurar informações sobre o Juca Rosa, encontrei muitas coisas, mas foi irmão Etiene que mais uma vez salvou-me para conhecer um pouco mais sobre a referida história que em tempo irei ler a mesma, quem quiser nos enviar comentário esteja a vontade que irei ler com grande satisfação.

A HISTÓRIA DO FEITICEIRO JUCA ROSA – GABRIELA DOS REIS SAMPAIO (clique)

ATENÇÃO: demora um pouco para abrir porque o arquivo tem 20,3 MB, mas irá valer a espera, está em PDF.

DOUTRINA E PRÁTICAS UMBANDISTAS

Publicado: junho 18, 2009 em UMBANDA

Amados Irmãos,

eu só tenho que agradecer a cada um de vocês, pois graças a vossas visitas nosso pequenino Blog começa a virar referência, eu recebi um contato de uma das funcionárias da Icone Editora para que eu trouxesse a todos vocês o novo lançamento daquela distinta Editora, isso nos deixa muito feliz e de imediato agradeço o interesse por parte do Departamento de Marketing desta distinta Empresa, pois começa despontar no horizonte uma visão ampla deste meio que vos falo que é a internet e não só olhando para os grande sites e sim para os pequeninos Blogs como o nosso, para muitos pode parecer apenas anuncio, para mim significa reconhecimento de um trabalho, pois se Flávia (Que Oxalá lhe proteja sempre e que seus Empregadores entendam que você tem uma visão ampla) conseguiu achar este Blog é porque estamos chamando a atenção e fazendo um bom trabalho.

Que Pai Oxóssi proteja e dê muita sabedoria, saúde e discernimento a todos funcionários da Ícone Editora e em especial a Flávia, pois a Flávia só deve ser protegida por Oxóssi e se não for que seja, pois é a meu Pai Oxóssi que neste momento eu rogo bençãos a todos eles.

Obrigado e tenha a certeza que esta divulgação será mencionada no Grupo, Comunidade, Blog (wordpress e blogspot), Portal e no Fórum.

(mais…)

Amados Irmãos,

em procura pela internet eu consegui encontrar em um HD Virtual o Livro O Espiritismo, a Magia e As Sete Linhas de Umbanda – Leal de Souza (1933).

Eu e acredito que muitos irmãos  já questionaram o porque que Zélio de Moraes não publicou um livro sobre Umbanda ou ainda sobre suas Tendas, através da ajuda de irmãos da T.E.N.S.P. (Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade) eu fiquei sabendo que a Tenda tinha em seu quadro mediunico o Jornalista Leal de Souza, que logo depois torna-se dirigente de umas das sete Tendas fundadas pelo Caboclo das 7 Encruzilhas, a Tenda Nossa Senhora da Conceição. Este jornalista conviveu muitos anos com Zélio de Moraes e com o Caboclo das 7 Encruzilhadas, no livro O Espiritismo, A Magia e as Sete Linhas de Umbanda, ele descreve como eram os cultos nas Tendas comandadas pelo Caboclo.

Caso queiram antes de baixar o livro ler uma pequeno trecho do mesmo basta dar um clique aqui.

IMPORTANTE: Este arquivo não está hospedado na base de nosso Blog e sim o mesmo faz parte de um HD Virtual que não nos pertence, para qualquer efeito de reclamação de link quebrado faça diretamente no HD Virtual, não somos responsáveis pelo mesmo.

Download do livro O ESPIRITISMO, A MAGIA E AS SETE LINHAS DE UMBANDA – LEAL DE SOUZA

(clique irá aparecer duas páginas do HD Virtual ADrive, aguarde alguns segundos e o arquivo irá baixar para seu PC)

Amados irmãos de Umbanda,

eu consegui aqui na internet o Estatuto da T.E.N.S.P. (Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade), espero que todos vocês façam bom uso do mesmo e guarde como Documento histórico.

Tudo que consigo não cabe apenas a meus olhos e sim aos olhos de todos vocês espero que entendam o grande valor deste documento e aproveito para pedir as pessoas ligadas a T.E.N.S.P  que confira por favor a autenticidade do mesmo, qualquer divergência por favor nos avise via e-mail (alexdeoxossi@povodearuanda.com.br).

Download do Estatuto da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade – T.E.N.S.P. – 1940

(clique acima e baixe para seu PC)

Dona Margarida era uma senhora que já passava dos sessenta anos de idade, embora seu dinamismo não demonstrasse, aparentando ser muito mais jovem. Sempre alegre, disposta e conversadeira, era conhecida e querida por todos do bairro onde morava. Parteira aposentada, trabalhara como enfermeira num hospital público por muitos anos e vivia modestamente fazendo um trabalho voluntário na creche perto de sua casa.

Nunca havia parido, mas considerava-se meio-mãe de quase uma centena de crianças.

Certo dia, observando, da janela de sua casa, a meninada brincar na rua, percebeu que uma senhora distinta e desconhecida, ao chegar próximo de seu portão, benzeu-se com o sinal-da-cruz e atravessou a rua rapidamente. Estranhou o gesto e até desceu a rua para verificar se havia algo estranho por ali, nada observando. Curiosa, perguntou a um dos meninos se conhecia aquela senhora, e foi informada de que se tratava de moradora nova do bairro. Ainda segundo o menino, soube que era uma carola da Igreja .

Dona Margarida, em sua simplicidade, não deu mais importância ao fato, até o dia em que, entrando na quitanda de seu Zé, encontrou-se com a senhora e pôde perceber seu mal-estar com sua presença. A mulher rapidamente deu-lhe as costas e outra vez fez o sinal-da-cruz disfarçadamente. Foi impossível não se sentir embaraçada com aquilo, e, quando ela saiu, comentou com seu Zé e foi informada:

− Seu nome é Eleonora, professora aposentada. Hoje ela se dedica em tempo integral à Igreja Católica , coordenando vários setores dos trabalhos prestados nas capelas. Comentou com minha esposa que fez um levantamento aqui em nosso bairro para avaliar o número de famílias Católicas . Vai cadastrar todas e fazer apelo para que compareçam à missa todos os domingos, além de pedir que se desvinculem das visitações ao Centro de Umbanda a que estão acostumados, pois, segundo ela, “é prática primitiva e perdição dos cristãos”.

Estava explicado! Dona Margarida era a dirigente do terreiro de Umbanda onde as pessoas buscavam ajuda, não importando a religião que seguiam. Um misto de tristeza e pena foi o que passou pelo coração de dona Margarida, mas, como não sabia guardar mágoas, logo esqueceu.

Leia o Texto Completo (clique)

Leny W. Saviscki

É fato comum chegarem aos terreiros pessoas extremamente deprimidas, adoentadas ou desesperadas pelo fato de não encontrarem em nenhum outro lugar o remédio para seus males. Já passaram por consultórios médicos, igrejas, milagreiros de todas as espécies. Em todos os lugares, foram deixando sua história registrada, acrescida de decepção e gastos financeiros além da conta.

Com a promessa e a busca de “milagres”, pagaram dízimos ou oferendas, tentando terceirizar a solução de seus problemas ou de sua suposta “má sorte”. E enquanto seu saldo bancário e sua fé diminuem, sua decepção e dor aumentam.

O local que não cobra pela caridade geralmente leva a fama de ser “muito fraco”, pois infelizmente as pessoas ainda têm a falsa concepção de que “se não cobrar e bem cobrado, a coisa não funciona”. Além disso, há os que necessitam vivenciar o “fenômeno” para que sua fé tenha fundamento.

“Imagina… guia que fica só aconselhando, mandando rezar e mudar a maneira de pensar…”.

Como bem fala o ditado popular: “só quando a água bate onde não deve é que se aprende a nadar”. Assim, só como último recurso, no desespero total, é que eles batem à porta da Umbanda. Mesmo descrentes, buscam o milagre, chorosos e vitimados pela vida. Ajoelham-se na frente do preto velho ou do caboclo e derramam lágrimas, dedilham rosários de reclamações, tentando convencê-los de que a culpa da desgraça é de todo mundo, menos deles próprios. Acolhidos com todo amor pelos guias de luz, não recebem promessa de milagre, apenas a exigência de uma gradual reforma íntima, aliada a mandingas que os limpam do lixo energético que conseguiram agregar ao longo do tempo.

Leia o Texto Completo (clique)