Arquivo da categoria ‘UMBANDA’

UM 2009 DE AMOR PARA VOCÊ!

Publicado: dezembro 31, 2008 em UMBANDA

Enviado por Marco Aurelio Leite da Silva

O Lar é a escola de nossa Alma no aprendizado da Vida. No recinto doméstico o ser não apenas habita, mas vivencia toda sorte de experiências que a Divina Providência oferece para os embates interiores, aqueles que se desdobram longe dos olhos, dentro do coração. A batalha diária é muito mais árdua no seio da família do que a caça por alimento, o esforço digno pelos recursos de mantença da prole e tudo o mais. No Lar as personalidades emergem e delineiam a consciência sem o verniz da convivência social, sem os imperativos da etiqueta, sob uma sinceridade muitas vezes brutal e cruel.

É no Lar que encontramos os companheiros de jornada com que a Vida nos legitimou à forja sagrada do mútuo esforço na ascensão.

É no Lar que reencontramos desafetos do passado e generosas almas em comunhão de apoio.

É no Lar que nos mostramos ao Pai descerrando as suaves mentiras com que colorimos plumagens de ocultação de tantos defeitos e inconfessáveis pensamentos.

É no Lar que devemos, antes de tudo, reconhecer o próximo a ser ajudado.

Não são poucas as vezes em que nos decepcionamos com os entes de nossa família… Mas tenhamos em mente que para cada decepção sentida haverá sempre uma ofensa cometida, se não neste momento, em outro, no ontem, talvez em outras jornadas. Não haverá acerto de contas nem compensação de culpas… No entanto, jamais deixaremos de experimentar a abençoada oportunidade de conhecer do fruto que nós mesmos cultivamos, recebendo, após uma intrincada rede de falsos acasos, a polpa doce ou amarga com que tenhamos nos dedicado no jardim que o Pai nos confiou.

Para o ano de 2009 desejo a todos os meus queridos Amigos, incluindo-se aí, antes de tudo, os meus amados familiares, que Deus envie as lições, provas e oportunidades de que nos façamos merecedores, doando-nos, por acréscimo de Misericórdia absolutamente imerecida, por Temperança e Eqüidade, a presença constante de nossos Anjos Guardiões, estejam na carne ou no Éter, no Auxílio Fraterno a que nosso livre-arbítrio há de nos conduzir por súplica sincera.

Deus estará sempre conosco e com nossa família… Mas nos cabe optar por abrir o coração e deixar Sua Divina Luz entrar!

Um 2009 de Paz, Amor e Serenidade!!!

Enviado por Marco Aurelio Leite da Silva

an

Amados irmãos de Umbanda,

Ano Novo é quando todos viram “macumbeiros”, vestimos o branco o ano todo e no final do ano percebemos um verdadeiro exercito de pessoas em nosso País usando branco, no litoral nem se fala todos usando branco, estourando “sidras”, jogando rosas na praia e até acendendo velas na areia da praia, segundo eles é um costume nacional, segundo nós que somos Umbandistas é um agrado a nossa linda mãe Iemanjá, quando entrei na Umbanda é que fui saber que tudo isso pertencia a nossos ritos que era render culto a Mãe de todos, a nossa amada Iemanjá. Observando as ações das pessoas nesse dia de confraternização mundial, comecei a indagar de algumas o porque de estourar a cidra, vestir o branco, as rosas e outros, tive a resposta que era porque todos faziam e que isso dava boa sorte, que ajudaria os mesmo a iniciar um novo ano cheio, de paz, harmonia, amor e saúde, já estava esquecendo do vil metal que eles também acreditam que com isso possam conseguir dinheiro e nunca eles esquecem de pedir este que com toda certeza é o grande vilão que corrompe a humanidade. Percebi ainda que muitos eram de diferentes religiões, católicos, evangélicos e outros, então resolvi debater com alguns deles, eu afirmei a uma pessoa que jogar rosas ao mar é agradar Iemanjá, logo ganhei  as rosas e falaram um ” tá amarrado”, falei  a outra pessoa da roupa branca e a ignorância foi tanta que a pessoa foi a sua residência e colocou um vestido preto e que foi muito vaiada e fiquei penalizado,  pois sem intenção acabei com o Ano Novo (2003) daquela pessoa que voltou a sua residência e lá passou o ano,  eu já estava desistindo das possíveis entrevistas e quando vi um grupo de evangélicos que levei um susto quando percebi que eles ali estavam de branco e com umas “sidras”  em vossas mãos pronto para serem estouradas faltando alguns minutos para 00:00 da passagem do ano de 2002 para 2003, eu fiquei intrigado e fui até a eles e indaguei sobre o fato e disseram que beber um pouco não era pecado o que não podiam eram ficar embriagados, então falei que aquele era um costume dos Umbandistas e outros e logo vi algumas garrafas jogadas na areia naquele mesmo instante que falei e então peguei as três garrafas e quis até pagar pelas mesmas e eles disseram que não precisavam, pois eles não iriam saudar o satanás de forma alguma. Andando pela praia todo de branco com três garrafas de “sidras” um lindo bouquet de rosas brancas sentei próximo a um grupo de Umbandistas e aguardei a hora chegar, pedi agô a minha linda Mãe Iemanjá por não ter sucumbido ao comércio local e lhe trazer presentes, mas achava um grande roubo os valores ali cobrados por um punhado de rosas ou um “sidra”. Quando ali tinha chegado em minha rotina de lobo solitário e na vontade imensa de estar junto ao habitat de minha querida Mãe esqueci de seus presentes e quando percebi no comércio local o abuso nos valores cobrados fiquei muito triste não ter comprado na parte da manhã. Caminhava triste e quase choroso, pois não tinha condições para dar a minha mãe apenas uma parcela do que ela merecia,  naquele momento levado por esta grande tristeza chegou a intuição de fazer o que fiz e eu ali sentado agradecendo e chorando de emoção recebi um abraço desta linda Mãe e percebi que o amor dela é bem maior do que pensava e que era muito dignificante ser filho desta Mãe Maravilhosa.

Amados eu estava literalmente envolvido pelo amor de nossa Mãe, e veio naquele momento um grande ensinamento que nunca mais o esqueci e já o repassei a diversos irmãos, já debati muito a respeito deste assunto e percebi que tudo estava e está errado, Umbandista não deveria nem mesmo entrar no mar na passagem do Ano Novo, deveria esperar no mínimo 7 dias após a passagem de ano  para poder saudar nossa Mãe e se for a praia neste dia de forma alguma entre nas águas, pois todos neste dia estão descarregando as cargas negativas neste dia, a praia está um horror, sujeiras por todo lado, urina, fezes, caco de vidro, entre outras imundices que percebemos nestas praias neste dia, há tantos dias para saudarmos nossa Mãe que nem mesmo vale nos a pena arriscar, lembremos da espiritualidade, lembremos que no Ano Novo hoje em dia, mais parece um dia de orgias e bebedeiras do que de confraternização e ou um dia espiritual, estão acabando com todos os costumes deixados por nossos ancestrais, culto ao Orixá (Umbanda) é culto a Natureza, eu nego-me a fazer parte do evento que mais polui o habitat da minha Eterna Mãe, onde maculam o Santuário que rendemos culto a grande Mãe Iemanjá. E a intuição de nossa amorosa Mãe foi isso, ou seja, que eu vá 7 dias antes ou depois, pois naquele dia não era salutar a minha espiritualidade ali estar naquele dia. Chegou o grande momento que minutos pareciam dias e aguardei 00:001, é meus irmão não é erro não, pois o horário é 00:001 e não 00:00, ou ainda os milésimos que procedem o horário e tudo que foi deixado pelos intolerantes eu agradeu a nossa Mãe Iemanjá, tudo isso acontenceu no litoral do Espírito Santo precisamente na cidade de Piuma e as pessoas em questão são amigos e familiares que foram de Rio Bonito (RJ) para aquela cidade.

Agora chega meu momento céptico segundo algumas pessoas, mas não acho céptico e sim coerente, não acredito de forma alguma em algumas crendices que muitos Umbandistas acreditam, mas isso vai de cada um, mas olhando pelo prisma do estudo iremos ter um alento onde vocês não irão achar que sou céptico e sim coerente. Comer, beber, usar isso ou aquilo pode melhorar seu próximo ano? Engano, se acreditamos na espiritualidade de forma alguma poderemos acreditar nessas crendices e superstições, se acreditamos que tudo que colhemos é o resultado do que plantamos então de forma alguma podemos acreditar nessas crendices e superstições de finais de ano, ainda mais algumas simpatias que só nos levam a crer que queremos e almejar o material, o que está inculto em nossas mentes é  que não merecemos, ou ainda o que não podemos conquistar sem a alteração, sem uma mandinga, sem isso ou aquilo. Umbandista deveria pensar no material ou no espiritual?

A solução não é o que entra na boca e sim o que sai da mesma, de nada adianta comer e beber a comida “x” ou “y”, vestir a cor “x” ou “y”, guardar semente do fruto “a” ou “b”, o que importa é suas ações, é o que diz de determinado irmão, é o que pensa de determinada situação, é plantar com o coração e não com olhos e com a boca, é renascer das cinzas, das cinzas da angustia, da inveja, da prepotência, da arrogância, renascer  uma ave de bela plumagem que eleva o grande amor ao próximo e o nome de nosso Criador em todos as residências divinas , ou seja, nos corações de nossos semelhantes, esta sim é grande mandinga da passagem do Ano Velho para o Ano Novo, esta é maior de todas as simpatias de final de ano, ame seus irmãos e aqueles que hoje não falam mais com vocês ou ainda acham serem seus inimigos, os abrace e os roguem desculpas. Amados irmãos isso é muito dignificante, isso é muito salutar a nossos corações e lembrem-se que o pior de seus inimigos um dia foi um grande amigo e se esses não aceitarem suas desculpas apenas siga em frente e viva feliz porque você pelo menos tentou, mas siga  desculpando esses  e tendo a certeza que realmente você fez isso de coração aberto.

Eu amo todos vocês e abaixo deixo algumas superstições, crendices, simpatias e outros, acredito que este é um breve elucidário do que penso a respeito do assunto, não é e nunca será uma verdade absoluta, é apenas a minha verdade a minha forma de entender a minha linda Religião caso pense diferente ou ainda conheça outras  nos envie que a lista abaixo foi apenas um apanhado que fiz na internet, precisamente retirado da Wikipédia e quando receber irei publicar aqui.

Sejam felizes e que em 2009 tudo se realize dentro do merecimento de cada um, que não adianta dar pulinhos nas ondas do mar, não adianta comer beber isso ou aquilo, fazer isso ou aquilo para ter um ano melhor, o que vale é seu plantio, o que vale é seu merecimento,  FAÇA POR MERECER . Saiba fazer sua história nesta vida que Deus nos permitiu ter, assim alguém terá o que contar em tempos vindouros, o que deixou como prova de sua passagem e foi motivo para contar como experiência benéfica de um ser espiritual. Sou feliz por ter vocês em minha vida carnal e espiritual, sou feliz apenas por vocês existirem.

Deus Salve 2009!

Deus Salve o Povo de Aruanda!

Deus salve nossos Orixás!

Deus salve você meu irmão querido e amado!

Deus salve o irmão que mesmo sendo de outra religião está permitindo usar o PC dele!

COMIDAS E BEBIDAS

ARROZ
O arroz é uma semente e simboliza a riqueza, a abundância e a fertilidade. Coréia, Japão, Líbano e Dinamarca acreditam que esse é um alimento que traz muita sorte. O Líbano tem ainda uma outra curiosidade, é costume desse povo comer apenas alimentos brancos na noite da passagem do ano.

AVES, SIRI, CARANGUEJO
Para os supersticiosos, o consumo de peru, galinha, siri e caranguejo é terminantemente proibido. De acordo com a crença popular, a vida de quem come a carne desses animais no Ano Novo tende a “andar para trás”.

CARNEIRO
O carneiro simboliza a primavera e traz consigo a idéia de reinicio da vida. Muitas pessoas consumem sua carne para terem vitalidade e alcançarem sonhos e objetivos.

CHAMPANHE
Essa bebida também é feita com uvas, e é uma bebida que não pode faltar na ceia e no brinde de Ano Novo. O champanhe “verdadeiro” é originário de uma região da França, e sua pureza e qualidade são reconhecidas no mundo todo. O único problema é que essa é uma bebida cara, mas você pode substituí-la por espumantes nacionais ou importados, de quase igual qualidade e mais baratos.

GANSO
O consumo do ganso, associado à fecundidade, tem origem na Rússia. Simboliza também a fidelidade conjugal. Os povos da África sacrificam o ganso e fazem uma oferta religiosa para garantir um bom ano.

LENTILHAS
A lentilha é sinal de boa sorte, principalmente para os italianos. No Brasil e no Chile, algumas pessoas acreditam que a lentilha deve ser a primeira coisa a ser consumida na ceia, logo após a meia-noite, para que não falte dinheiro durante o ano que está chegando.

NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS
Estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura.

PEIXE
O peixe, além de saudável e pouco calórico, é considerado um portador de boa sorte. Como vive na água, sua imagem é ligada à idéia de purificação. Devido ao grande número de ovas que produz, seu consumo também lembra a idéia de fecundidade e abundância. Representa ainda a união da família, já que não é um animal solitário.
Os chineses, por exemplo, nunca comem o peixe inteiro no Ano Novo. A sobra representa a abundância do ano seguinte. Na Letônia e na Rússia, as escamas maiores e mais bonitas são dadas aos amigos e familiares para trazer sorte.

PORCO E LEITÃO
O porco está sempre andando e fuçando para frente e, por isso, é visto como um animal de prosperidade. Além disso, seu alto teor de gordura nos remete à fartura e à riqueza.

ROMÃ
A romã é símbolo de fartura e fertilidade. Ela é uma fruta que tem muitas sementes, que simbolizam o nascimento e a abundância. No Brasil, a tradição manda que se segure três sementes dessa fruta nos dentes à meia-noite, pedindo dinheiro para o ano seguinte. As sementes devem ser guardadas durante todo o ano, dentro da carteira e envolto em papel branco.

UVAS
A uva é a fruta mais conhecida por trazer boa sorte no Ano Novo. Para isso, você deve comer 12 uvas, uma para cada mês do ano. Aproveite e faça um pedido para cada uma que comer.

VINHO
O vinho é feito de uvas, que por si só já carregam uma significação positiva e otimista. na passagem do ano, faça um brinde ao ano que nasce e beba o vinho em copos de cristal.

CORES DAS ROUPAS e OUTROS

BRANCO
Vista-se de branco para ter um ano repleto de paz, verdade, sabedoria e calma. O branco repele as energias negativas e eleva as vibrações. Estimula a memória e gerencia o equilíbrio interior.

AMARELO
Utilize esta cor para ter dinheiro e riqueza e sabedoria durante todo o ano. Esta cor ajuda também a estimular a intuição.

ROSA
O rosa é o resultado da mistura do vermelho e do branco. Da mesma maneira é seu significado. Para obter felicidade no amor, pureza e beleza durante 2005, vista-se desta cor que ajuda também a afastar as energias negativas.

VERMELHO
Para ter 12 meses de muita paixão, força e energia, ao menos pinte as unhas com esta cor. Isso já vai garantir um ótimo resultado.

AZUL
A cor do céu e do mar traz paz de espírito e segurança. Tranqüilidade, harmonia e saúde, também são provenientes desta cor.

VERDE
O verde é a cor mais harmoniosa de todas. Representa as energias da natureza, esperança, equilíbrio e recomeço. Renova as energias trazendo vida nova junto ao novo ano.

LARANJA
Atrai sucesso monetário. Ajuda nas conquistas pessoais e profissionais. Se você está aguardando aquela promoção, ou mesmo está procurando um emprego, encontrou a cor certa.

VIOLETA
A cor violeta traz junto com o novo ano inspiração, imaginação e estabilidade. Esta cor também eleva a auto-estima e ajuda a manter o foco de um objetivo.

CALCINHA OU CUECA NOVAS
Dão sorte no amor, porque deixam os mal-entendidos para trás. São recomendadas principalmente para quem está começando namoro, para garantir o futuro.

UMA NOTA DE DINHEIRO DENTRO DO SAPATO
os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Vai daí, o dinheiro no sapato atrai mais e mais riquezas.

LENÇÓIS NOVOS
a dica é especial para recém-casados. Dizem que os lençóis novos, na primeira noite de ano, deixam as possíveis ameaças do ano passado na máquina de lavar.

CUIDADO COM A CASA:

A casa deverá ser limpa, varrendo-a de trás para frente, e o lixo deve ser deixado fora. As vassouras devem ser queimadas e as cinzas enterradas.

Nada quebrado deve ser deixado na casa (jarros de planta, garrafas, copos, pratos e espelhos).

Lave os batentes da casa com sal grosso e água, ou água do mar.

Borrife a casa com água-benta nos quatro cantos. O ideal é pintar toda a casa, colocar lâmpadas novas (não deixar lâmpadas queimadas).

Verifique se os sapatos estão em ordem e se as roupas não estão pelo avesso.

As flores da casa devem ser amarelas para chamar ouro.

As portas e janelas das casas devem estar abertas e as luzes acesas.

Tudo isso atrai boa sorte e bons fluidos no Ano Novo que vai chegar.

APÓS MEIA NOITE:

PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO:
atrai boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom.

JOGAR MOEDAS
da rua para dentro de casa. Atrai riqueza para todos que moram no lugar.

DAR TRÊS PULINHOS
com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Deixa para trás tudo de ruim. Não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo.

SUBIR NUM DEGRAU
numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso à sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito.

FAZER BARULHO
Os povos antigos acreditavam que afugenta maus espíritos. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista.

SIMPATIAS

PARA TER SAÚDE E DINHEIRO O ANO TODO
Para ter paz, saúde, aumentar o dinheiro e preservar a harmonia no lar o ano todo, vale a simpatia das três rosas brancas.
Pegue três rosas brancas, e coloque-as em um vaso virgem branco ou de vidro transparente. Coloque dentro dele seis moedas, uma cebolinha, água e deixe ficar assim durante sete dias.
Depois dos sete dias, troque a água, tire a cebolinha e troque as rosas. Só deixe ficar as moedas.
Essa prática deve ser repetida de sete em sete dias, de preferência nas sextas-feiras, o ano todo.

PARA NUNCA FALTAR DINHEIRO
Compre um lenço e na noite de 31 de dezembro, exatamente na hora da passagem do ano novo, molhe-o e coloque-o para secar.
Antes de o sol nascer, recolha o lenço e amarre dentro dele alguns níqueis. Só abra esse embrulho na meia-noite do próximo 31 de dezembro. Daí para frente, nunca mais há de faltar dinheiro.

(By Wikipédia)

Histórias que a Umbanda nos conta

Publicado: dezembro 27, 2008 em UMBANDA

historias-que-a-umbanda-nos-conta-1.jpg

Amados Irmãos,

Histórias que a Umbanda nos conta – Marco Boeing, é um livro especial e com toda certeza todos deveriam tê-lo em vossas estantes, não falo isso para agradar nosso irmão Marco ou apenas para que ele venda mais exemplares e sim pelo que senti nas palavras simples e humildes deste livro que de forma alguma nos chega para falar de mais uma forma de cultuar a Umbanda, neste fala-se de Umbanda com Amor e não com paixão levantando bandeira para determinado culto/vertente, e quem já pode ter a satisfação de ler este livro que volte a lê-lo novamente, pois há muita mensagem que podemos não perceber em primeira leitura, um livro tão especial que não conseguimos parar de ler eu só parei quando o terminei e com toda certeza irei ler novamente.

O que chamou muita atenção foi a riqueza nas histórias das Entidades, riqueza no que tange aos ensinamentos pós desencarne, na evolução do espírito, e com toda certeza não foge ao que pregamos em nossos Terreiros, ou ao que aprendemos, volto a repetir que em nenhum momento o Marco foge para a Umbanda praticada dentro da ASSEMA, e sim para a Umbanda Umbanda, ou seja, a mesma praticada neste iluminado Terreiro, alguns autores que fazemos uso da leitura de seus livro, percebemos a única vontade do mesmo em demonstrar que sua Umbanda é a melhor a ser seguida, em Histórias que a Umbanda nos conta, percebemos a simplicidade, a humildade e o Amor que todos os autores deveriam levar em consideração ao escrever qualquer livro que leve o nome de nossa Religião.

Quando eu crescer vou querer ser igual a você irmão Marco Boeing, ou seja, quando eu me atrever a escrever algo sobre a Umbanda tentarei usar a mesma linguagem usada no livro Histórias que a Umbanda nos conta.

Amados irmãos:

Querem ler um bom livro?

Um livro que lhe prende do inicio ao fim?

Um livro feito com Amor, humildade e respeito?

Então leiam: Histórias que a Umbanda nos conta – Marco Boeing

Em nome de meu Oxossi e do Povo de Aruanda eu vos agradeço a ti e a vossas Entidades por nos blindar com tão bela obra, que os Portais se abram e que dos mesmos saiam raios de Paz, Fé, Amor e prosperidade para você e a todos desta linda Casa que chamamos de A.S.S.E.M.A.

Abaixo deixo a linda crônica que podemos encontrar no final deste livro:

Uma pequena crônica

Por Marco Boeing

Um médium iniciante, foi falar com o Dirigente do terreiro, estava ansioso em saber algumas coisas:

- Pai preciso saber urgente quem são meus Orixás, e com quais entidades vou trabalhar?

- E por que esta pressa meu filho? – respondeu o dirigente.

- É que tenho amigos em outro terreiro e quando souberam que eu estava freqüentando a Umbanda, me fizeram estas perguntas e eu não soube responder.

- Vou te ensinar a resposta, quando te perguntarem novamente responda:

“Sou filho do Orixá Humildade e do Orixá Caridade, as entidades com as quais vou trabalhar são Fé, Amor, Paciência, Perseverança.

O médium ficou olhando sem entender as palavras do dirigente que continuou:

- Na Umbanda não temos de nos preocupar quem são nossos Orixás, temos o dever de cultuar a todos com a mesma fé e amor, de nossas entidades o que menos vai importar é seu nome, devemos sim nos preocupar em ajudá-las a transmitir a aqueles que as procurarem as energias positivas e a paz que buscam.

Retirado do livro: Histórias que a Umbanda nos conta – Marco Boeing

Parabéns Marco Boeing!


CONTATO E ENCOMENDAS:

cscwb@yahoo.com.br

marco@assemacuritiba.com

A.S.S.E.M.A. (clique)

AS ORIGENS DA UMBANDA

Publicado: novembro 22, 2008 em UMBANDA

Amados Irmãos,

Eu já li diversas histórias sobre nossa Religião, mas esta que trago a vocês, merece toda a atenção de vocês, agradecemos a a Mãe Maria da Casa Branca de Oxalá – Lagoa Santa – MG pelo envio do texto , das figuras e das fotos abaixo, que Oxalá proteja todos os filhos desta Iluminada Casa.

Estejam todos em paz!

AS ORIGENS DA UMBANDA

(mais…)

A F.E.B. e a Umbanda

Publicado: novembro 21, 2008 em UMBANDA
Tags:,

povo-de-aruanda-62.jpg

por Adilson Marques

Uma das grandes polêmicas no meio espiritualista, durante o século XX, e que prossegue até hoje, é se a Umbanda é uma prática religiosa espírita ou não.

A Umbanda, como hoje a conhecemos, surgiu com o médium Zélio de Moraes, no início do século passado, após incorporar o caboclo que se denominou sete encruzilhadas.

Atualmente, não há ainda uma uniformização ou uma padronização no seio umbandístico brasileiro. Há agrupamentos que sincretizaram a Umbanda com os cultos afro-brasileiros aqui já existentes; há aqueles mais próximos do kardecismo, sem rituais, congas etc., há os que buscam na Índia a origem da Umbanda, entre tantas outras modalidades de trabalho mediúnico chamado de “Umbanda”. Em suma, cada casa umbandista possui sua própria “metodologia”.

Mas o que pretendo ressaltar neste pequeno artigo é como a Federação Espírita Brasileira se relacionou com a Umbanda no século passado.

O primeiro pronunciamento oficial parece ter sido feito na década de 1920, mais especificamente em 1926. Tal pronunciamento não foi direcionado à Umbanda em si, mas aos espíritos que se manifestavam como “índios” e “pretos-velhos”. Segundo a Federação, esses espíritos não se pautavam pela doutrina de Allan Kardec. Porém, em 1953, A FEB publica na revista Reformador um parecer bem significativo sobre o espiritismo e a umbanda, em minha opinião, bem representativo do que Kardec pensaria se estivesse encarnado:

“todo aquele que crê nas manifestações dos espíritos é espírita; ora, o umbandista nelas crê, logo o umbandista é espírita”. E adiante, no mesmo texto: “os que aceitam o fenômeno espírita como manifestação de ‘satanás’, ou como ocasionado somente por forças desconhecidas, esses não são espíritas; mas aqueles que o têm como produzido por espíritos, esses devem ser considerados como adeptos do espiritismo, isto é, espiritistas, admitam ou não a reencarnação e pratiquem ou não rituais que nós não adotamos”. (revista Reformador, julho de 1953).

Curiosamente, em 1978, quando a abertura política dava seus primeiros passos no Brasil, na contra-mão da história a FEB revoga sua opinião anterior, altamente universalista e ecumênica, para publicar o seguinte:

“é imprópria, ilegítima e abusiva a designação de espíritas adotadas por pessoas, tendas, núcleos, terreiros, centros, grupos, associações e outras entidades que, mesmo quando legalmente autorizados a usar o título, não praticam a doutrina espírita, tal como foi clara e formalmente definida no editorial de Reformador de setembro de 1977.”

Porém, lendo o editorial acima, o que se encontra é a afirmação de que os princípios básicos da doutrina espírita estão contidos nas obras fundamentais de Kardec e que, todas as demais obras são complementares. Apesar disso, será que se encontra nas obras fundamentais argumentos para se dizer que a Umbanda não é uma manifestação espírita?

Vejamos o que os textos kardequianos, nos quais os princípios básicos da doutrina estão contidos, afirmam:

LEIA O TEXTO COMPLETO (clique)

Onde Vivem os Caboclos

Publicado: novembro 11, 2008 em UMBANDA
Tags:, , ,

color-of-autumn-_24.jpg

Muitos companheiros que militam no Movimento Umbandista já ouviram falar que os Caboclos quando se despedem do terreiro onde atuam incorporados em seus médiuns, dizem que vão para a cidade de Juremá.

Outros falam subir para o Humaitá, e assim por diante.

Sabemos, no entanto, que os Caboclos não voltam para as florestas como ordinariamente voltam os que lá habitam. No espaço, onde se situam as esferas vibratórias, vivem os Caboclos agrupados, segundo a faixa vibracional de atuação, junto a psico-esfera da Terra. São verdadeiras cidades onde se cumpre o mandato de Oxalá assim determinou, colaborando com a humanidade.

Estes agrupamentos se dividem em sete, pois sete são as faixas de atuação vibratória onde os Caboclos irão desenvolver e aperfeiçoar seus médiuns, para os trabalhos realizados nas sete esferas do espírito.

É para as cidades espirituais que os Caboclos responsáveis pelos diversos terreiros levam os médiuns, dirigentes e demais trabalhadores, para aprenderem um pouco mais sobre a Umbanda.

LEIA O TEXTO COMPLETO EM NOSSO SITE (clique)

color-of-autumn-_38.jpg

Mãe Iassan Ayporê Pery
Dirigente do Centro Espiritualista Caboclo Pery

O que pensar desses anúncios vinculados em jornais ou panfletos distribuídos nas ruas que prometem a solução de nossos problemas amorosos, financeiros e de saúde? Eles funcionam mesmo? Trazem a solução tão desejada?

Acredito que existam dois aspectos que devam ser analisados. O primeiro refere-se ao desespero da pessoa que necessita ou deseja a solução. O segundo é ver envolvido o nome da Umbanda nessa questão.

Analisando o primeiro aspecto, podemos desmembrá-lo também em duas vertentes. A primeira diz respeito a compreensão da pessoa que por acreditar que seu problema não seja de seu merecimento ou “culpa”, busca no externo a solução do mesmo. Pessoas que buscam esse tipo de “atendimento” não têm menor noção de espiritualidade, de merecimento, e não estão nem um pouco preocupadas com as conseqüências que este tipo de envolvimento pode trazer, pois as desconhecem. Por acreditarem que o seu problema é conseqüência de ações de terceiros, desafiam o próprio Deus, dizendo-se não merecedoras do que estão passando.

Dentro de suas mentes obnubiladas pela dor e sofrimento, querem uma solução rápida, mágica, que as façam verem-se livres e felizes.

LEIA O TEXTO COMPLETO EM NOSSO SITE (clique)

VAIDADE x DINHEIRO x SEXO

Publicado: novembro 11, 2008 em UMBANDA
Tags:, , ,

autumn-pathway-rocky-river-ohio.jpg

I – A vaidade excessiva, que causa o empolgamento e lança o médium nos

maiores desatinos, abrindo os seus canais-medianímicos a toda sorte de influências

negativas.

Uma criatura, homem ou mulher, tem o dom mediúnico. Naturalmente que o trouxe de berço, isto é, desde que se preparava para encarnar. Em certa altura de sua vida, manifesta-se a sua mediunidade. Eis que surge o protetor – caboclo ou preto-velho.

Como no médium de fato e da Corrente Astral de Umbanda a entidade também é de fato, é claro que ela faz coisas extraordinárias. Cura. Ajuda. Aconselha. Tem conhecimentos irrefutáveis etc…

São tantos os casos positivos do protetor através da mediunidade do médium, que logo se forma em torno dele uma corrente de admiração, e de fanatismo também.

LEIA O TEXTO COMPLETO EM NOSSO SITE (clique)

SEGREDOS DA MAGIA DE UMBANDA E QUIMBANDA – W.W. MATTA E SILVA

ww-matta.jpeg

Compare o Preço do Livro (clique)

NOME DAS ENTIDADES – PRETOS VELHOS

Publicado: novembro 7, 2008 em UMBANDA

 

PRETOS VELHOS

João Baiano
João Marambaia
Mestre Cipriano
Nego Velho do Congo
Pai Ambrósio
Pai Amin
Pai Andre de mina
Pai Andre do Congo
Pai Antônio de Angola
Pai Benedito
Pai Benedito das Almas
Pai Benedito de Aruanda
Pai Benguela
Pai Carrero
Pai Chico
Pai Cipriano
Pai Congo
Pai Domicio
Pai Euclides
Pai Fabrício
Pai Felipe
Pai Fernando de Guiné
Pai Francisco
Pai Fulgêncio da Guine
Pai Gregório
Pai Guiné
Pai Horacio
Pai Inácio da Costa
Pai Jacó
Pai Jeremias
Pai Jerônimo
Pai João
Pai João Baiano
Pai João da Costa
Pai João da Guiné
Pai João das Matas
Pai João de Angola
Pai João de Aruanda
Pai João de Benguela
Pai João de Ronda
Pai João Fortunato da Cachoeira
Pai Joaquim da Costa
Pai Joaquim das Almas
Pai Joaquim de Angola
Pai Joaquim de Aruanda
Pai Joaquim do Congo
Pai José
Pai José do Congo
Pai José do Cruzeiro das Almas
Pai José do Rosário
Pai Jurandir
Pai Luanda
Pai Luiz
Pai Luiz de Xangô
Pai Malaquias
Pai Malunga
Pai Mané
Pai Maneco
Pai Mangueira
Pai Manoel de Angola
Pai Miguel
Pai Miguel das Almas
Pai Miquimba
Pai Nego
Pai Roberto
Pai Sebastião
Pai Serafim
Pai Severino
Pai Tinga
Pai Tomás
Pai Tomé
Pai Urubaldo
Pai Velho
Rei Congo
Tio Antônio
Tio Nico do Oriente
Tio Tonho de Angola
Tio Tonico de Angola
Velho Chico
Velho Pai Serafim
Vô Brandão
Vô Julião da Guiné
Vovô Chico da Bahia
Vovô Demanda
Vovô do Carmo
Vovô Jacarandá
Vovô João do Congo
Vovô José da Bahia
Vovô Pedro de Angola
Vovô Simplício

 



NOME DAS ENTIDADES – PRETAS VELHAS

Publicado: novembro 7, 2008 em UMBANDA

PRETAS VELHAS

Mãe Antonia
Mãe Bina
Mãe Cachimba
Mãe Cambinda de Guiné
Mãe Chiquinha
Mãe Jacobina
Mãe Joana
Mãe Joaquina
Mãe Jurububá
Mãe Maria da Bahia
Mãe Maria de Angola
Mãe Maria de Aruanda
Mãe Maria de Benguela
Mãe Maria do Paraíso
Mãe Maria Mina
Mãe Maria Mineira
Mãe Marococa
Mãe Santana
Mãe Tutu
Nega Ana
Nega Mina
Preta Mandinga
Tia Chica
Tia Maria da Bahia
Tia Maria da Praia
Vó Ana
Vó Anastácia
Vó Benedita
Vó Benta
Vó Eulália
Vó Isaura
Vó Joaquina
Vó Josefina ou Vó Zefina
Vó Juliana
Vó Maria
Vó Maria Cândida
Vó Maria Chica
Vó Nana
Vó Rita
Vó Rosa de Angola
Vó Sabina
Vó Serafina
Vovó Arruda
Vovó Benedita
Vovó Cachimba
Vovó Cambinda
Vovó Catarina
Vovó Cigana
Vovó Jacira
Vovó Joana
Vovó Josefa
Vovó Luiza
Vovó Luiza da Praia
Vovó Maria Antônia
Vovó Maria Antônia do Congo
Vovó Maria Conga
Vovó Maria da Mata
Vovó Maria do Rosário
Vovó Maria Quitéria
Vovó Maria Redonda
Vovó Maria Rita
Vovó Maria Rosa
Vovó Raimunda
Vovó Sabrina da Bahia
Vovó Severina
Vovó Zeferina